TJ-SP mantém condenação de homem que sequestrou e ameaçou matar ex-mulher em Anhembi

Polícia
TJ-SP mantém condenação de homem que sequestrou e ameaçou matar ex-mulher em Anhembi 12 junho 2021

 

Foto: Polícia Militar/divulgação

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) anunciou nesta quinta-feira (10) que manteve a sentença que condenou o homem preso em outubro de 2019 sob a acusação de sequestrar e ameaçar de morte a ex-mulher na rodovia Marechal Rondon, em Anhembi (SP).

A defesa de Marcelo Fabrício Correia recorreu da condenação inicial de seis anos e quatro meses em regime fechado e mais sete meses no semiaberto pelos crimes de ameaça, sequestro qualificado, lesão corporal e constrangimento ilegal, além de porte ilegal de arma de fogo. No recurso, a defesa conseguiu apenas a redução da pena em nove meses.

Segundo os autos do processo, o réu, inconformado com a separação, resolveu sequestrar a ex-mulher e matá-la. Armado de revólver com numeração raspada, ele agrediu a ex-companheira e ameaçou a mãe dela, que foi obrigada a amarrar a própria filha.

Marcelo Fabrício Correia dirigiu por várias horas pelas cidades da região com a vítima presa dentro do carro até que a polícia o localizou. O réu confessou os crimes tanto para a Polícia Civil como no tribunal.

De acordo com o relator do recurso, desembargador Fernando Torres Garcia, Marcelo praticou condutas criminosas que revelam “periculosidade concreta e efetiva”, o que justifica a “manutenção dos regimes mais rigorosos”.

Também participaram desse julgamento os desembargadores Hermann Herschander e Walter da Silva. A votação foi unânime.

Relembre o caso

No dia 24 de outubro de 2019, Marcelo Fabrício Correia foi preso na rodovia Marechal Rondon, em Anhembi, sob a suspeita de sequestrar e ameaçar matar a ex-mulher.

De acordo com a Polícia Militar de Botucatu, a equipe foi chamada para atender uma ocorrência na qual uma mulher teria sido colocada à força dentro do carro do ex-marido, amarrada e amordaçada. Ele também teria comentado com familiares que iria matar a ex-mulher e cometer suicídio em seguida.

Viaturas da PM de Botucatu e da região começaram a fazer buscas nos locais que a família indicava. Em um certo momento, as equipes receberam a informação de que o veículo tinha saído de Piracicaba com a mulher, indo em direção a Botucatu.

A PM de Anhembi começou a patrulhar a rodovia Samuel de Castro Neves, que liga Piracicaba à Marechal Rondon e é um dos principais acessos a Botucatu.

No quilômetro 208 da Rondon, a polícia encontrou o veículo e abordou o suspeito, que desceu do carro com as mãos para cima e deitou no chão a pedido dos policiais.

Marcelo Fabrício estava com uma arma carregada na cintura e confessou aos policiais que a utilizaria para matar a ex-mulher.

Ainda segundo a polícia, a vítima estava no banco de trás do carro e não estava mais amarrada. No entanto, ela apresentava vários hematomas pelo corpo e estava em estado de choque.

Fonte: Portal G1

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO