Preso tenta fugir da cadeia de Botucatu usando peruca

Polícia
Preso tenta fugir da cadeia de Botucatu usando peruca 17 agosto 2011

Um caso, no mínimo, inusitado foi registrado nesta terça-feira (16) pela carceragem da Cadeia Pública de Botucatu com uma audaciosa tentativa de fuga por um dos presos, na saída das visitas. O caso está sendo analisado pelo diretor da cadeia, delegado Geraldo Franco Pires.

Consta que o detento, Edilton de Souza Oliveira, de 36 anos de idade, usando uma peruca morena, se misturou entre as visitas e tentava sair, tranquilamente, pela porta da frente. Entretanto, a ação do detento foi descoberta pelos carcereiros que o reconheceram e a tentativa de fuga, acabou sendo neutralizada.

Edilton Oliveira é oriundo da Cidade de Salto e veio transferido da Cadeia Pública de Itapetininga, em razão da rotatividade que existe entre os presos. Até as 11 horas desta quarta-feira (17) havia na cadeia local 106 presos divididos em dez celas, média de 10 presos por cela, que mede 15 metros quadrados. O caso foi encaminhado ao 4º Distrito Policial (DP) para que seja apurado como a peruca chegou até a área interna do presídio.

A juíza Corregedora Adriana Toyano Fanton Furukawa, no ano passado determinou a interdição parcial da cadeia em razão da superlotação, já que a cadeia chegou a abrigar 240 presos, ou seja, mais de 24 presos por cela. Com a interdição parcial a população carcerária de Botucatu não pode abrigar mais do que 120 presos.

“A rotatividade de presos entre as cadeias do Estado é inevitável e vai continuar acontecendo. Assim como mandamos presos para fora, recebemos presos de outros municípios. Ainda que se obedeça a capacidade máxima é natural essa rotatividade, até para dissipar organizações criminosas”, explicou a magistrada. “Um preso pode ser problemático em um determinado lugar e não ser em outro. Então, esse intercâmbio é inevitável”, concluiu.

Foto: Valéria Cuter

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO