Possível fusão de delegacias cria polêmica em Botucatu

Polícia
Possível fusão de delegacias cria polêmica em Botucatu 18 abril 2019

Uma polêmica tomou conta de diversos setores em Botucatu esta semana, uma possível fusão das Delegacias 1º DP e 2º DP. O delegado Seccional de Polícia Civil, Dr. Antônio Soares da Costa Neto expressou nesta semana a necessidade de unificar esses dois Distritos Policiais em Botucatu.

A medida iria fechar as portas do 2º DP, que hoje atende a região norte de Botucatu, com população estimada em 50 mil pessoas. A ideia, segundo o Seccional, é levar os trabalhos para uma única delegacia, onde hoje funciona o 1ºDP, na Rua João Passos.

Segundo o Delegado, não há funcionários suficiente para manter os serviços e essa modelo enxuto poderia atender melhor a população. Em entrevista à Rádio Criativa FM na manhã desta quinta-feira, 18, ele disse que não se trata do fechamento de uma Delegacia, mas sim a aglutinação dos serviços, termo utilizado pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Seccional diz que falta efetivo para manutenção de dois Distritos (Arquivo Acontece Botucatu)

“A Polícia Civil já vem há muito tempo sofrendo uma defasagem, com policiais morrendo, se aposentando ou seguindo outras carreiras e sem reposição. Eu não sei que caminho tomar se não tiver funcionário na Delegacia. Eu tenho lá no 2º DP dois escrivães, até ontem tinha um e eu tive que trazer uma funcionária de Pereiras para ajudar lá e Pereiras ficou sem. Eu recebo quase que diariamente reclamação de atendimento, pois não tem gente suficiente. No 1º DP tem dois Delegados, unindo teremos três. No 1º DP temos três escrivães, com a unificação vão ser cinco, serão seis investigadores, serão daí oito viaturas. Em todo lugar que foi feito isso, só melhorou. Pergunto: se não tem funcionário, eu vou abrir a porta lá pra ficar sem ninguém? Pagando aluguel, pagando luz? Eu sou administrador e preciso resolver isso”, disse na entrevista Costa Neto.

Questionado sobre as ações para buscar novos agentes, evitando assim o desmantelamento da Polícia Civil, o Seccional respondeu com pessimismo.

“Eu não posso fazer nada, a não ser reclamar. Esse é o caminho. Bauru, por exemplo, é tudo uma delegacia só e em todo estado isso está sendo feito. Então o nome não é fechar, eu não disse isso. O que diz o Secretário (De Segurança Pública) é aglutinação, reunião de esforços. É lógico que o ideal seria os dois distritos, com delegacia montada, cada um com vários escrivães, dois delegados para melhorar o atendimento, com quatro ou cinco investigadores, mas não tem, falta efetivo. A maior parte das cidades já fez essa aglutinação e eu só não fiz ainda por vários outros problemas que não vem ao caso”, colocou o Seccional em parte da entrevista.

O assunto chegou até a Câmara Municipal através de representantes da região norte, em especial da Vila dos Lavradores. A vereadora Alessandra Lucchese se disse sensível aos pedidos e já protocolou um requerimento na Casa de Leis no sentido de manutenção do 2º DP no Bairro. O documento será apreciado na próxima segunda-feira, dia 22, durante sessão ordinária da Câmara e deve ser assinado por todos os vereadores.

“Estamos preocupados com o fechamento de um equipamento público, no caso o 2º Distrito que fica na Major Matheus. Aliás, nos chegou uma solicitação dos moradores daquela região que estão preocupados. Então estamos pedindo ao Secretário Estadual de Segurança Pública mais efetivo para que aquela unidade se mantenha aberta e que haja um atendimento em um espaço geográfico importante. Colocamos no requerimento que temos nessa região uma quantidade de moradores considerável, mas principalmente por ser um espaço de muitos bancos, uma área comercial grande, inclusive com faculdades. A ideia do requerimento é ajudar a manter essa delegacia”, expôs a vereadora Alessandra Lucchese, autora de um requerimento sobre o assunto.

Alessandra Lucchese: Câmara está disposta a fortalecer e a ajudar nessa busca de mais funcionários (Foto Câmara Municipal)

“Eu ouvia a preocupação do Seccional na entrevista sobre a necessidade de atender a população com qualidade. Então a Câmara está disposta a fortalecer e a ajudar nessa busca de mais funcionários para que esse equipamento se mantenha”, explicou a Legisladora.

Nos bastidores comenta-se que o Prefeito Mário Pardini deve se envolver no assunto. Assim como ocorreu em outros episódios, com agências bancárias e Correios, a interferência do Chefe do Poder Executivo foi determinante para manutenção desses serviços na Vila dos Lavradores. Um diálogo com o Governo do estado poderia ajudar na questão de mais efetivo para Botucatu.

O anúncio desse possível plano de unificação causou preocupação em comerciantes e representantes de bairros da região norte, que abriga aproximadamente 50 mil habitantes. Para Antônio Cecílio Junior, que representa os lojistas da Vila dos Lavradores, a medida seria extremamente prejudicial aos moradores de toda a região.

“Todos os moradores do setor Norte, com uma população de quase 50 mil moradores ficariam sem esse serviço. A Vila dos Lavradores é hoje um Bairro independente, com a maior quantidade de Bancos em Botucatu, com Faculdades e o segundo maior Comércio da cidade. Lembramos que todo o comércio do Bairro e Moradores se mobilizaram quando queriam fechar as agências do Banco do Brasil e conseguimos reverter a situação através do apoio do nosso Prefeito. Dessa maneira conclamamos todos os moradores da Vila dos Lavradores, ao nosso Prefeito Mário Pardini, aos senhores Vereadores e todos os Bairros que compõem essa cidade que se manifestem”, colocou Antônio Cecílio Junior, que já foi presidente da ACE/CDL e representa os comerciantes da Vila dos Lavradores em manifesto que rodou os grupos de WhatsApp.

Lembrando que antigamente Botucatu possuía 4 distritos policiais e uma ação há alguns anos foi feita na unificação dos serviços em duas Delegacias.  É possível que a Câmara Municipal faça uma audiência pública para debater o assunto discutido essa semana.

 

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO