Polícia prende na capital suspeito de integrar quadrilha que atacou Botucatu na última semana

Homem foi encontrado na zona leste de São Paulo

Arquivo Acontece Botucatu

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil prenderam nesta terça-feira, 05, um homem suspeito de envolvimento com o ataque contra agências bancárias de Botucatu. A informação foi publicada pelo Jornal Estado de São Paulo.

Segundo o Seccional de Polícia, a ação foi em conjunto com a Polícia Civil de Botucatu, após trabalho de investigação. A ação criminosa gerou pânico no município após explosões e intenso confronto com policiais na madrugada da quinta-feira, 30.

Um suspeito foi morto no dia do crime e dois policiais ficaram feridos. Destacamentos especiais da Polícia como a ROTA, COE, BAEP, Cavalaria, GATE e Deic estiveram em Botucatu.

O Deic informou que a prisão desta terça-feira ocorreu em Sapopemba, zona leste da capital paulista. Com o suspeito foram apreendidos R$ 21,1 mil e quatro cédulas que os policiais dizem apresentar sinais de chamuscamento, ou seja, aparentemente queimadas. Isso seria um indício de que o dinheiro foi obtido por meio da explosão da agência em Botucatu.

No aparelho celular do suspeito, os policiais disseram que foi encontrado um mapa do deslocamento até a cidade situada a 230 quilômetros da capital. A prisão foi realizada por policiais da 5ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo a Bancos).

“A equipe desenvolveu apurações sobre o crime de organização criminosa envolvendo a quadrilha que agiu em Botucatu. A análise de informações obtidas permitiu identificar um dos participantes do ataque. O cerco aconteceu na Rua Lírio da Paz”, informou o Deic em nota à imprensa. O homem foi autuado por organização criminosa.

Com informações do Jornal Estado de São Paulo

 

Veja também no Acontece Botucatu

Assaltantes levaram R$ 2 milhões de agência bancária em Botucatu, diz polícia