Polícia prende mais um suspeito de participar de ataques criminosos em Botucatu

 

FOTOS ACONTECE BOTUCATU

A Polícia Civil prendeu neste sábado, dia 10, mais um suspeito de participar dos ataques em Botucatu, no final do mês de julho.

Segundo apurou o Acontece Botucatu, um homem foi detido hoje Sumaré. De acordo com a Polícia, ele faz parte da quadrilha do já detido “Gianechini “, investigado pelo roubo a banco de Ourinhos e Botucatu.

Sendo esse bandido um dos dez mais procurados pelo Ministério da Justiça. Arnon Afonso, é investigado por roubo a bancos com uso de explosivos.

Após pouco mais de dois meses dos ataques, foram 13 pessoas presas, sendo 10 identificadas e 3 suspeitos. A Polícia também já emitiu mandados de prisão para outros 11 elementos suspeitos que estão foragidos.

Os ataques 

Na madrugada do dia 30 de julho aproximadamente 30 elementos invadiram a cidade, roubaram uma agência do Banco do Brasil, tentaram explodir outros caixas, fizeram reféns e trocaram tiros com a polícia por 3 horas. O crime espalhou medo entre os moradores.

O inquérito policial corre pela Seccional de Botucatu, através da DIG (Delegacia de Investigações Gerais). O Delegado Geraldo Franco comanda as diligências do caso, colhendo provas e ouvindo testemunhas.

O trabalho conta com ajuda do DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais). Armas e parte do dinheiro foram recuperados.

O grupo de assaltantes armados com fuzis e metralhadoras que enfrentou a Polícia por três horas conseguiu fugir com cerca de R$ 2 milhões da agência central do Banco do Brasil atacada.

O valor total do roubo, de acordo com a Polícia Civil, era de R$ 3,6 milhões. Porém, conforme já noticiado pelo Acontece Botucatu, o valor de R$ 1,6 milhão foi deixado pelos criminosos durante a violenta fuga pelas ruas da cidade. O valor estava dentro de um veículo utilizado na noite dos ataques.