Polícia Militar Ambiental de Botucatu prende homem por maus-tratos, caça e porte ilegal de arma de fogo em Pratânia

Na manhã desta quinta-feira, 01, a Polícia Militar Ambiental, após uma denúncia de posse de arma de fogo pelo município de Pratânia, munida de Mandado de Busca e Apreensão, deteve um indivíduo por caça, porte de arma de fogo e maus tratos a animais. O infrator possuía em sua residência, escondida em um forro falso, uma espingarda que calça calibre 22, duas fisgas, rede de captura e armadilha, armas e petrechos ligados a prática de caça.

No local também foram localizados 5 cães em condição de maus tratos (sinais de desnutrição, debilitados, em ambiente infestado de ratos e com grande quantidade de fezes acumuladas), que prontamente receberam cuidados veterinários da Zoonoses de Pratânia e foram destinados temporariamente para outro tutor.

Em diligência a um sítio do infrator também foram localizados dois crânios de javalis, ainda com pelagem, com sinais de perfuração por arma de fogo e dois pernis, que serão encaminhados para a perícia na Unesp de Jaboticabal.

O infrator, que já havia respondido anteriormente pelo crime de caça e nessa oportunidade voltou a incorrer no artigo 29 da Lei 9605/98 (Caça) e também irá responder pelo artigo 32 da Lei 9605/98 (Maus Tratos), sendo a ocorrência apresentada na Delegacia de Pratânia. Na seara administrativa a Polícia Ambiental lavrou dois Autos de Infração, que somados chegaram a R$ 40.000,00 em multa.