Polícia Civil afasta hipótese de sabotagem no caso de água contaminada na hemodiálise do HC

Polícia
Polícia Civil afasta hipótese de sabotagem no caso de água contaminada na hemodiálise do HC 10 abril 2019

 

A Polícia Civil descartou a hipótese de sabotagem e passou a investigar o caso do tanque de água do setor de hemodiálise do Hospital das Clínicas (HC) de Botucatu contaminado com ácido como manipulação equivocada.

A informação foi passada pela polícia em uma entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (10), na Delegacia de Investigações Gerais (DIG), com presença da diretoria do Hospital das Clínicas.

A Polícia Científica e Civil estiveram no local para registro da ocorrência e um inquérito foi instaurado para investigar o caso. Inicialmente, o caso foi registrado como adulteração ou corrupção de produção.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Geraldo Franco Pires, após o resultado dos laudos, o caso será apurado por manipulação equivocada pelos próprios funcionários. Com a mudança na investigação, funcionários serão novamente ouvidos pela Polícia Civil. Após a denúncia, o serviço foi suspenso no dia 16 de março.

O ácido foi percebido por uma enfermeira que antes de fazer a sessão no primeiro paciente realizou o teste da água e percebeu que a coloração estava diferente. Foi constatado que na água havia contaminação de ácido peracético, utilizado para limpar as máquinas.

Para não comprometer a saúde de nenhum paciente, o diretor do hospital pediu a suspensão do atendimento à população e a limpeza dos tanques. Todos os 100 pacientes foram remanejados para o dia seguinte.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO