Polícia Ambiental flagra carro com cães que seriam usados durante caça noturna em Botucatu

A Polícia Militar Ambiental registrou neste sábado, dia 22, um crime ambiental em Botucatu. A equipe composta pelos Cabos PM Carlos Roberto e Fonseca, se deslocou até a Rodovia Castelinho, no bairro Pinheirinho, e constatou ilícitos na esfera penal e ambiental.

Houve uma denúncia anônima sobre caça de animais silvestres e Javali, mas nada foi constatado no local nesse sentido. Os policiais então passaram a abordar alguns veículos que circulavam pelo local.

Foi abordado o veículo VW- Kombi com três ocupantes. Eles passaram por busca/revista pessoal sendo encontrado em posse dos mesmos seis facas e cinco lanternas.

O veículo foi vistoriado e foram localizados em seu interior vários sacos resistentes, comumente utilizados para acondicionar carne, além de seis cães sem raça definida, que estavam amarrados e acondicionados na parte traseira automóvel, diz boletim de ocorrência.

Durante a indagação dos mesmos, informaram que estariam no local para a caça de porcos do mato e que utilizam os cães para o cerco e agarre para posterior sangria dos animais. Por conta disso, não utilizam armas de fogo, apenas as facas.

Diante do relatado, a equipe conduziu a ocorrência até a Delegacia de Polícia Judiciária, onde a autoridade Policial Civil Dr. José Sergio Palmieri Júnior, elaborou o BO/PC n°552/2021 e Termo de exibição e apreensão das lanternas e facas envolvidas na ocorrência.

Como medida administrativa ambiental, foram lavrados os Autos de Infrações Ambientais, totalizando R$3000,00.  Os autuados infringiram o Artigo 25 da Resolução SIMA 05/2021 por estarem na prática de caça, portando instrumentos, cães e objetos para este. Autuação que foi agravada por haver sido cometida no período noturno, conforme Artigo 7°, inciso II, alínea i. Eles também podem responder por maus-tratos contra os animais.