Polícia Ambiental destrói mais de 300 gaiolas de aves em Botucatu

Na manhã desta sexta-feira, 28, a Polícia Militar Ambiental, o CEMPAS-UNESP e a Prefeitura Municipal realizaram a destruição de gaiolas de aves, que foram apreendidas na região de Botucatu.

O evento foi o encerramento das atividades do mês do meio ambiente na cidade. No total foram destruídas mais de 300 gaiolas, objetos de apreensão pela Polícia Militar Ambiental.

A atividade, que já é tradicional na cidade, contou com a participação de 200 alunos da rede municipal de ensino, que acompanharam o ato com muito entusiasmo. As crianças da Escola Municipal Luiz Carlos Aranha Pacheco, tiveram palestras promovidas pela Polícia Militar Ambiental e pelo CEMPAS – UNESP, durante a última semana.

Ação da Polícia

Somente na região de Botucatu nos últimos 12 meses, foram apreendidas 334 aves silvestres, provenientes de caça e posse irregular, totalizando quase R$ 400.000,00 em multas. Lembrando que a caça e a posse de animais silvestres sem autorização são crimes ambientais, com multas que podem variar de R$ 500,00 a R$ 5.000,00 por animal.

Os animais apreendidos pela Polícia Ambiental são encaminhados para o CEMPAS-UNESP, onde recebem os cuidados veterinários necessários, passam por processo de recuperação e readaptação ao meio natural, e aqueles que possuem condições são reintroduzidos na natureza.

A Polícia Militar Ambiental de Botucatu, atende pelo telefone (14) 38826070, lembrando que o denunciante não precisa se identificar.

Fotos: Polícia Militar Ambiental de Botucatu