Mulher se passa por aluna de doutorado e aplica golpes no comércio de Botucatu

Foto: Murilo Rincon / TV TEM

A Polícia Civil investiga uma mulher suspeita de aplicar golpes no comércio de Botucatu (SP). Segundo informações do delegado Celso Olindo, responsável pelas investigações, o prejuízo pode passar de R$ 17 mil.

Só uma das vítimas contabiliza um rombo de R$ 8 mil nas contas da loja. De acordo com as investigações, a mulher de 34 anos, se passava por aluna de doutorado da Unesp em Botucatu e quando conseguia a confiança dos lojistas passava a comprar vários produtos como roupas, cosméticos e acessórios.

Na hora de pagar a conta, ela pagava em cheques assinados pela mãe dela. Aí quando o comerciante vai depositar o cheque pré-datado, descobre que o mesmo foi sustado. Pela numeração dos cheques entregues pelos comerciantes, a polícia estima que foram distribuídas mais de 120 folhas pelo comércio, por isso, o delegado acredita que o prejuízo pode ser ainda maior.

O delegado ainda alerta que crimes desse tipo se tornam mais comuns nessa época do ano, em que o comércio fica mais movimentado, e por isso faz um alerta aos comerciantes. “O melhor é evitar o pagamento em cheque, facilitar o cartão para evitar golpes assim”, completa.

A mulher envolvida nos golpes foi notificada por telefone para comparecer a delegacia e prestar esclarecimentos, mas ela não apareceu e ainda não foi localizado. O caso segue sob investigação.

Fonte: Portal G1/TV Tem

A mulher envolvida nos golpes foi notificada por telefone para comparecer a delegacia e prestar esclarecimentos, mas ela não apareceu e ainda não foi localizado. O caso segue sob investigação.