Mulher é flagrada com maconha na vagina durante visita no CDP de Itatinga

Uma mulher foi flagrada tentando entrar no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Itatinga com 134 gramas de maconha escondidas em sua vagina. O fato foi percebido durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 9h35 de sábado, dia 3.  

Inicialmente, a visitante negou qualquer irregularidade. Mas, ao saber que seria encaminhada ao hospital para exames, retirou de sua genitália a droga embalada em fita adesiva. 

Ela negou, entretanto, que entregaria o entorpecente para o marido preso. Disse que tentava entrar com maconha na unidade prisional para pagar uma dívida com outra visitante. 

Levada à delegacia da cidade, a mulher foi presa em flagrante e seria submetida à audiência de custódia. Em todos os casos, as unidades prisionais também instauraram Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam as drogas ou celular durante a visitação.      

A SAP informa que pessoas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em presídios são automaticamente suspensas do rol de visitas.