Juri condena homem a 22 anos de prisão por homicídio na Vila Real em 2013

O Tribunal do Juri em Botucatu se reuniu nesta quinta-feira, 29, para julgar um caso de homicídio ocorrido em 2013 no município. No banco dos réus estava Wanderlei de Souza Pereira, acusado de matar Marcos Pinto com dezenas de tiros na Vila Real.

O júri popular entendeu que o réu deveria ser condenado. Os trabalhos terminaram com a aplicação da pena de 22 anos, 4 meses e 22 dias de reclusão pelo Juiz presidente do Tribunal do Júri, Dr. Henrique Alves Corrêa Iatarola

Conforme informações da Agência 14 News, o Tribunal do Juri entendeu que houve o emprego de qualificadoras no crime, motivo torpe e situação que impediu a defesa da vítima. Outro envolvido no caso, Fabiano Silva, já tinha sido julgado e condenado a 17 anos.