Jovens estudantes fazem bloqueio educativo na Rua Amando

Polícia
Jovens  estudantes fazem bloqueio educativo na Rua Amando 13 janeiro 2011

Uma equipe de estudantes que faz parte do programa Jovens Construindo a Cidadania (JCC) da Polícia Militar (PM) de Botucatu, sob a coordenação do policial Fontes e da conselheira Fogaça que é integrante do Next Generation Board (Conselheiros da Nova Geração), esteve realizando um bloqueio educativo pela Rua Amando de Barros, região da Praça Emílio Peduti – Bosque.

Escolhidos, aleatoriamente, os motoristas foram parados pelo policial militar para que os estudantes entregassem uma sacolinha de lixo e um panfleto alusivo sobre os cuidados que as pessoas que estão trafegando em veículos devem ter para não jogar lixo na rua, mantendo-as limpas e ao mesmo tempo evitar entupimento de galerias de águas pluviais.

“Por isso os jovens estudantes estão entregando essas sacolinhas especiais para que o lixo seja armazenado e depositado em locais adequados e não atirado em via pública. Por isso, chamamos esse projeto de bloqueio educativo”, comentou o policial Fontes. “O objetivo é no sentido único de orientar, mas é previsto multa e perda de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH)”, acrescenta.

Para a conselheira Fogaça esse projeto é importante, pois ensina o sentido de cidadania ? s crianças e alerta os adultos, já que grande parte do lixo dispensado em via pública acaba sendo levado pelas águas das chuvas e caindo nas galerias. “Se houver a conscientização de todos, seguramente, teremos uma cidade mais limpa e estaremos contribuindo com a natureza, diminuindo a poluição”, ressaltou Fogaça.

Os motoristas parados pela polícia aprovaram a iniciativa. “Acho legal e interessante observar jovens preocupados em preservar o Meio Ambiente. Eles estão dando um bom exemplo para nós adultos”, disse o professor Osmar Duvílio Mattos, 43. “Acho que muitos adultos deveriam seguir o exemplo dessas crianças que estão dando exemplo de cidadania”, observou o taxista Silvio Antônio Roque Neto, 54. “Só posso parabenizar essa iniciativa”, acrescentou a comerciante Ana Luiza Pereira, 28.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento