Incêndio atinge área de preservação na Escola do Meio Ambiente em Botucatu; vídeo

Vários focos de incêndios foram registrados em Botucatu neste domingo, 25. Dentre eles, uma área importante de preservação da Escola do Meio Ambiente foi consumida pelas chamadas.

Nas últimas 24 horas foram 14 chamados de incêndio e queimadas em vegetação no telefone 193. Para se ter uma ideia, no mês de julho foram quase 70 ocorrências de fogo em mato atendidas pelos Bombeiros do Município ou Defesa Civil.

“A cada dia está aumentando o número de chamadas e casos de incêndio na cidade de Botucatu. Muitas vezes estamos retornando 2 ou 3 vezes por semana no mesmo local”, disse o Subtenente Celestino do Corpo de Bombeiros.

Segundo Celestino, a orientação é a seguinte:

– Não coloquem fogo em teremos baldios, seja para queimar o mato ou para queimar lixo.

– Não joguem lixos nos terrenos abandonados em seus bairros pois, se pegar fogo, é você morador, que vai respirar a fumaça.

– Se presenciar alguém jogando lixo no seu bairro, denuncie, pois volto a repetir, se pegar fogo é você quem vai respirar a fumaça

Nestes meses mais frios do ano, é característica também a estiagem, longos períodos sem chuva. Com o tempo mais seco, as áreas verdes, em especial pastos e locais com vegetação esparsa ficam mais suscetíveis a incêndios.

Nos últimos seis meses foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil 241 ocorrências deste tipo, sendo que em julho já foram contabilizadas 53 delas.

A maioria das ocorrências de incêndio em vegetação (fogo em mato) é causada por ação humana, ou seja, de forma intencional e criminosa.

“As queimadas causam inúmeros malefícios para todos, como degradação ambiental, prejuízos à saúde pública, aumento do risco de acidentes de trânsito por causa da fumaça, morte de animais silvestres, entre outros problemas. Precisamos contar com o apoio da população para fiscalizar e denunciar esses tipos de atitudes, e assim evitarmos as queimadas, como o uso do fogo para limpeza de áreas, incêndios criminosos e o descarte de lixo em locais inadequados”, afirma Lucas Trombaco, coordenador da Defesa Civil Municipal.

Quem for flagrado incendiando terrenos ou áreas verdes do Município será penalizado através de multas aplicadas pela Guarda Civil Municipal e nas áreas rurais pela Policia Ambiental. Denúncias podem ser feitas através do telefone 199. O telefone do Corpo de Bombeiros para o atendimento de ocorrências é o 193.

É crime

O crime de incêndio ambiental está previsto no art. 41 da Lei Federal 9.605/98

Art. 41. Provocar incêndio em mata ou floresta:

Pena – reclusão, de dois a quatro anos, e multa.

Parágrafo único. Se o crime é culposo, a pena é de detenção de 6 (seis) meses a 1 (um) ano, e multa.