Homem toma prejuízo de R$ 3,6 mil com falso vendedor de loja de rede em Botucatu

Uber Botucatu
Arquivo Acontece Botucatu

A Polícia Civil de Botucatu registrou neste domingo, dia 23, um caso de estelionato na Vila Carmelo. A vítima é um homem de 68 anos.

Ele compareceu no plantão dizendo que estava em sua residência, quando apareceram um casal e uma criança. Os adultos se apresentaram como representantes de uma loja de redes, exibindo vários produtos que estavam no porta-malas de um Toyota Hilux cabine dupla.

A vítima demonstrou interesse por um cortador elétrico de cabelos, com valor de R$ 60 e queria fazer o pagamento por meio do seu cartão de banco. O vendedor disse que não haveria problema, pois tinha uma máquina para esse tipo de operação.

A vítima entregou para o mesmo um cartão Banco do Brasil. O cartão foi passado duas vezes e o comerciante disse que o débito não tinha sido autorizado.

A vítima possuía outro cartão, do Santander. Ele tentou a operação, mas da mesma maneira o vendedor disse que também não estava autorizado.

O morador então não quis mais o produto e os elementos com a caminhonete foram embora. Após 10 minutos, o homem que figura como vítima recebeu um SMS do Banco do Brasil, informando que havia sido feito um débito em sua conta corrente no valor de R$ 2500.

A vítima entrou em contato com a central de relacionamento do banco dizendo que não autorizou o débito. Em seguida recebeu outro SMS do Banco Santander sinalizando uma compra de R$ 3600.

Do Banco do Brasil a vítima conseguiu estornar o valor da sua conta. Porém, do Banco Santander, a vítima não teve sucesso e tomou prejuízo. O fato foi apresentado no Plantão da Polícia Civil em Botucatu.

As informações são do Repórter policial César Junior, transmitidas na Rádio Municipalista