Homem expulsa cunhada de casa com tiros de espingarda na zona rural de Botucatu

A Polícia Militar registrou na noite deste domingo, 04, um caso de posse irregular de arma de fogo em Botucatu. A ocorrência se após disparo de arma de fogo em um sítio na zona rural.

Uma viatura, com apoio das equipes da 1° Cia e Força Tática foram até o local, de difícil acesso e por lá localizaram uma mulher dizendo que estava na casa de seus sogros, momento em que seu cunhado a mandou embora da casa e a mesma se negou.

Nesse momento o homem pegou uma arma de fogo, calibre 32, com numeração e efetuou disparos em sua direção. A testemunha e sua filha confirmaram a versão, alegando que o disparo foi em direção.

Em contato com a Parte, em um primeiro momento negou que tivesse qualquer arma de fogo no local e não havia efetuado qualquer disparo, sendo que os barulhos seriam de bombinhas, porém, após insistência da equipe, acabou confessando ter a Posse de uma arma de fogo, indicando o local onde havia escondido, mas negando que efetuou disparos.

A testemunha disse que ele pegou sim uma arma de fogo após a briga, porém, foi logo contido e que o mesmo soltou as bombinhas.

Diante dos fatos, as partes foram encaminhadas ao Plantão Policial, onde o delegado elaborou o BOPC 703/2021 de Posse irregular de Arma de Fogo de uso permitido, solicitando a perícia para realizar no armamento e também o residuográfico, onde constou que a arma foi disparada.

A espingarda de numeração 782983 foi apreendida. Foi arbitrado fiança no valor de R$ 1.500,00 o qual foi pago, sendo o suspeito liberado.