Homem é preso após esfaquear filhote de cachorro em Botucatu

Esta foi a primeira prisão por maus tratos contra animais em Botucatu

A Polícia Militar realizou neste sábado, dia 04, a primeira prisão por maus tratos contra animais em Botucatu. O fato ocorreu no Jardim Cristina e teve como vítima um cão, macho, que estava dentro de uma residência.

Segundo informações, testemunhas ligaram para a protetora de animais Luciana Cruz, da ONG Liga do Bem, pois o animal tinha sido esfaqueado por seu tutor. Trata-se de um filhote de apenas 3 meses.

As imagens recebidas pelo acontece são impublicáveis, devido à tamanha violência. Segundo informações da Liga do Bem, compareceram no local os Policiais Heitor e Raul. O homem foi detido e levado para o Plantão da Polícia Civil em Botucatu.

O filhote foi atingido na região do pescoço, onde foi constatado um enorme e profundo corte. Ele passou por cirurgia e está em observação. Esse foi o primeiro caso em Botucatu de prisão por maus tratos contra animais.

Em outubro de 2020, o governo federal sancionou a lei que aumentou a pena para até cinco anos de reclusão a quem praticar atos de abuso, maus-tratos ou violência contra cães e gatos. O texto também prevê multa e proibição da guarda para quem praticar os atos contra esses animais.

A pena é aumentada de um sexto a um terço se o crime causa a morte do animal. O termo “reclusão” indica que a punição pode ser cumprida em regime inicial fechado ou semiaberto, a depender do tempo total da condenação e dos antecedentes do réu.