Helicóptero Águia da PM continua patrulhando a região após ataques em Botucatu

As ações policiais seguem em Botucatu após o ataque criminoso na madrugada da última quinta-feira, dia 29. O Helicóptero Águia da Polícia Militar faz patrulhamentos em toda a região, em especial na zona rural.

Na sexta-feira, 31, por exemplo, a Polícia encontrou na Rodovia João Hipólito Martins, perto do Rio Pardo, entre Botucatu e Pardinho, uma motocicleta roubada momentos após os roubos. O veículo estava com manchas de sangue, o que leva a crer que tenha sido utilizado na fuga.

A polícia conseguiu recuperar R$ 1,5 milhão, valor roubado de uma das agências bancárias da região central de Botucatu. Em outros bancos foram encontrados explosivos.

Além desse valor em dinheiro, a polícia apreendeu também sete fuzis calibre 762, outro de calibre 50 e uma metralhadora 9 mm, além de oito veículos, dois coletes balísticos e um rádio comunicador. Segundo a SSP, as buscas prosseguem para localizar os autores do crime.

Destacamentos especiais da Polícia estão em Botucatu, como ROTA, COE, BAEP, Choque, cavalaria, entre outros. Até o momento não há notícias de criminosos presos após o ataque.

O único fato que foi divulgado pelas forças policiais foi a morte de um homem na região da Vila Sônia.  Segundo a polícia, o suspeito de participar das ações estava armado durante o confronto. A família contesta, dizendo que ele era apenas morador de rua.

O trabalho de investigação dos ataques está a cargo da Seccional de Polícia de Botucatu, tendo o Delegado Geraldo Franco, da DIG (Delegacia de investigações Gerais) como responsável pelo inquérito policial.