GPA encontra macaco-prego em cativeiro irregular na Vila São Luis

Na tarde desta terça-feira, 23, o Grupo de Proteção Ambiental da Guarda Civil Municipal de Botucatu foi acionada, através do 199, para atender uma ocorrência de animal silvestre em cativeiro na Vila São Luís.

No local, os agentes inspetor Carlos e o GCM Lucchesi fizeram contato com o morador da residência, que ao ser informado quanto a denúncia, confirmou ter um macaco-prego em sua residência preso em uma corrente.

Franqueada a entrada da equipe em sua residência, segundo a Guarda, os agentes encontraram o animal na garagem. Questionado sobre a autorização do órgão ambiental para manter o animal em cativeiro, informou que não possuía o documento.

Animal e o responsável foram encaminhados ao Distrito Policial, onde o Delegado Marcelo Lanhoso tomou ciência dos fatos, elaborando um Termo Circunstanciado de crime ambiental, conforme a Lei de Crimes Ambientais 9605/98. O fato também será encaminhado à Polícia Ambiental para as providências administrativas cabíveis.