Golpe do motoboy/cartão clonado faz vítimas em Botucatu; se atente ao crime

Um golpe antigo voltou à tona em Botucatu nos últimos meses, o do motoboy e cartão clonado. O Acontece Botucatu foi procurado nesta quarta-feira, dia 07, por representantes de bancos na cidade para alertar a população sobre o crime.

Os casos envolvem estelionatários que atuam de forma simultânea em três frentes. O objetivo final é ter a posse do cartão com senha fornecidos pela vítima.

Basicamente ele funciona da seguinte maneira:

Uma pessoa entra em contato com o correntista, que figura como vítima e se identifica como sendo de uma seguradora, dizendo que foram feitas compras em seu cartão em outra cidade. O golpista pergunta se a compra é da vítima, que de pronto nega.

Após isso, o criminoso diz para a vítima a necessidade de se ligar para uma central e em poucos minutos passam um número de protocolo. A vítima liga para essa mesma central, o mesmo número e esse canal é interceptado, caindo para o outros golpistas do mesmo grupo.

Como eles já sabem o protocolo que o golpista anterior passou, pedem para o cliente digitar a senha e no desespero, após as falas informações de clonagem, cliente fornece.

Na continuação, os estelionatários dizem que em alguns minutos eles vão mandar um motoboy na casa da vítima para recolher o cartão que teria sido clonado, pedindo ainda que não desligue o telefone até a chegada do funcionário.

De posse do cartão e da senha divulgada, os golpistas conseguem fazer as transações presenciais como se fossem clientes. Isso ocorre até o cliente perceber que caiu no golpe.

O golpista inicialmente não sabe qual o banco do cliente, induzindo a vítima a dar essa informação. Segundo levantado pelo Acontece, diversos clientes de vários bancos já foram vítimas desse golpe.

Banco não pede informações

Importante ressaltar que o banco não liga pedindo senha, que a seguradora citada não existe e o banco não manda motoboy na residência do cliente. Caso isso ocorra, se atente ao golpe. A Polícia Civil já registrou diversos casos semelhantes.

Segundo representantes dos bancos em Botucatu, esse golpe é antigo e voltou a fazer vítimas em Botucatu e região. Nessas hipóteses de golpe, ligue para a Polícia Militar (190) e Guarda Municipal (199)