GCM efetuou 217 prisões este ano em Botucatu; ações na rua aumentaram 50%

A Guarda Civil Municipal fecha 2017 com um saldo muito positivo de atendimento à população. Em abril deste ano foi instituído o programa “GCM nas Ruas”, que aumentou o efetivo de guardas em patrulhamento externo, retirando agentes de funções administrativas e transferindo para ações nas ruas. O resultado foi o aumento no número de ações da GCM em quase 50%.

“O GCM nas Ruas duplicou o efetivo de guarda e com mais guarnições em patrulhamento nas vias a população se sentiu mais segura e passou a nos acionar com mais frequência. Esta é uma prova de que a GCM tem feito um trabalho de qualidade em prol do povo de Botucatu”, destaca Adjair de Campos, Secretário de Segurança e Direitos Humanos.

Atualmente, a GCM tem 65 agentes e uma frota composta por 20 veículos. Todos os dias, oito viaturas e duas motos fazem o patrulhamento preventivo pela Cidade e atendem chamados pelo telefone 199.

Além do GCM nas Ruas, a Guarda também criou novas modalidades de patrulhamento em 2017, como a Patrulha Maria da Penha, que atende mulheres vítimas de violência doméstica que solicitam medida protetiva junto a Justiça; e o serviço de Patrulhamento Aéreo, que utiliza drones como apoio de ações do Grupo de Patrulhamento Ambiental, para o monitoramento de descarte de lixo irregular, ou de guarnições em casos de festividades ou locais de difícil acesso.

Patrulhamento no Rio Bonito

Outra novidade da GCM em 2017 foi a ampliação do atendimento na região do Rio Bonito. Em agosto deste ano, a Prefeitura e a Polícia Militar firmaram uma parceria para reforçar o patrulhamento nesta região.

Em contraturno, um guarda e um policial militar revezam o atendimento nos bairros Rio Bonito, Porto Said, Alvorada da Barra e Mina, com patrulhamento preventivo na região todos os dias. Com este trabalho, a GCM registrou 477 atendimentos à população desde que a parceria foi firmada.

“Antes, havia o patrulhamento apenas aos finais de semana ou quando a guarnição era chamada, o que deixava a população carente de atendimento. Com a implantação deste sistema, um guarda que mora no Rio Bonito atende a população, garantindo mais segurança aos moradores e visitantes desta região”, afirma Adjair de Campos.

Atendimento em 2017

Total de ocorrências: 43.757

Ligações recebidas: 50,818

Patrulhamentos comunitários: 6.002

Pontos de estacionamentos preventivos: 11.116

Patrulhamentos escolares: 3.044

Prisões: 215