Funcionário da Prefeitura de Itatinga é morto com um tiro durante desentendimento

 

Imagens: Facebook

Um desentendimento parece ter sido o princípio de um homicídio na tarde deste sábado (11) em Itatinga. Dois homens se estranharam, e um deles conhecido como “André do Bairro do Engenheiro Serra” acabou atingido por um tiro a queima roupa que o levou a óbito em um condomínio de casas nas margens de uma represa próximo da balsa que liga Itatinga a Paranapanema.

Segundo informações, a vítima já havia se desentendido com outras pessoas no mesmo local poucos minutos antes ser atingido por um tiro de arma de fogo disparado por um senhor que alegou reagir em legítima defesa, pois, segundo ele, a vítima o teria agredido de forma violenta e sem dar chances de outro tipo de reação devido a grande diferença de força física.

Testemunhas afirmam que ouviram o disparo no momento em que o local estava lotado de pessoas que frequentam os quiosques, prainhas e plataformas de pesca existentes no condomínio. A vítima era funcionário atual da Prefeitura Municipal de Itatinga em cargo de comissão e havia terminado há poucas horas, um trabalho de substituição de lâmpadas públicas nas ruas do condomínio.

“Vale lembrar que o autor dos disparos mora no local (condomínio) e logo após o fato, o mesmo solicitou o acionamento da Polícia Militar e aguardou a chegada da viatura, uma vez que alegou ter cometido a ação em legítima defesa”, comentou uma testemunha que estava no local a passeio. A Polícia Militar e uma ambulância do Pronto Socorro de Itatinga estiveram no local e a Polícia Civil investigará o caso.