Equipes da GCM são atacadas após flagrante de festa com 200 pessoas no Chaparral em Botucatu

A Guarda Municipal registrou no final da madrugada desta sexta-feira, 09, em Botucatu, um caso de porte ilegal de arma de fogo. As equipes do GAPE (Grupo de Ações Preventivas Especiais) e Ronda Oficial foram acionadas para atendimento de uma ocorrência de Perturbação de Sossego no bairro Chaparral, distrito de Rubião Junior.

Segundo as denúncias, estaria ocorrendo uma festa com desordem e aglomeração, inclusive com disparo de arma de fogo. Ao chegarem no local, os GCMs constataram aproximadamente 60 veículos e mais de 200 pessoas.

Durante a dispersão, as equipes foram hostilizadas, sendo arremessadas garrafas de vidro e pedras na direção das viaturas, sendo usado disparo de calibre .12 com munição antimotim para cessar a agressão, relata boletim de ocorrência.

Após a dispersão, feito contato com a parte que estava na portaria do local, que se identificou como segurança da festa de aniversário, informou ser atirador esportivo. Quando questionado se estava armado, informou portar um revólver calibre .38 dentro de uma mochila no interior do seu veículo celta.

Foi localizado o armamento, que estava municiado com 05 munições intactas. Diante dos fatos, foi conduzido ao Plantão Policial, onde autoridade presente tomou ciência dos fatos, elaborando RDO de Natureza Porte Ilegal de Arma de Uso Permitido, permanecendo o indivíduo de 31 anos à disposição da justiça. Será encaminhada a ocorrência para a Vigilância Sanitária Estadual em virtude da aglomeração.