Colégio ADV divulga nota após confirmação da morte de Adevaldo Colonize

 

O Colégio ADV, quem mantém nove unidades espalhadas pela região, sendo duas em Botucatu, publicou na tarde desta terça-feira, dia 31, uma nota onde lamenta profundamente a morte de seu sócio-proprietário, o empresário e professor Adevaldo Colonize, de 51 anos.

O corpo do empresário foi encontrado nesta tarde em Barra Bonita após dois dias de seu desaparecimento. O crime, que ainda será elucidado, chocou todo a região centro-oeste paulista.

Na nota a direção do Colégio destaca o empenho de Colonize para com a educação e a fundação do ADV. Ainda segundo o comunicado, as aulas estão suspensas esta semana, com exceção da terceira série do ensino médio e pré-vestibular.

O velório de Adevaldo Colonize será nesta quarta-feira, dia 01, no Ginásio Municipal de Igaraçu do Tietê e o enterro será no mesmo dia, no cemitério municipal da cidade. Confira a nota:

 

Relembre o caso

Divulgação Polícia Civil

Um desfecho que todos temiam. A Polícia confirmou nesta terça-feira, dia 31, que o corpo do empresário e professor Adevaldo Colonize, 51 anos, dono da rede de ensino ADV, foi encontrado.

Segundo as primeiras informações, seu corpo foi encontrado em uma fazenda entre Barra Bonita e Igaraçu do Tietê, após intensas buscas. Ele estava desaparecido desde a madrugada de domingo, 29.

Segundo a Polícia, ele foi visto pela última vez em uma lanchonete na orla do Rio Tietê com amigos, mas teria ido embora sozinho em sua caminhonete. De acordo com informações no local, há indícios de que o empresário tenha sido agredido com pauladas e depois teve o corpo queimado, mas nada disso ainda é oficial.

Nos últimos dias diversas pessoas foram ouvidas em um possível envolvimento com o desaparecimento. Na noite de segunda-feira, 30, dois homens foram presos, pois são suspeitos no caso e um outro elemento está foragido.

A Polícia manterá os trabalhos de investigação para elucidar completamente o crime e as circunstâncias da morte. Está rodando em vários grupos de WhatsApp áudios de supostos envolvidos comentando sobre o crime, mas a nada ainda foi confirmado.

O empresário era sócio-proprietário da rede de ensino ADV, que tem colégios em cidades da região, incluindo Botucatu. Na unidades de Botucatu, segundo relatos, o clima era de muita comoção entre alunos e professores há pouco.

A caminhonete do empresário foi encontrada pela Polícia Militar na tarde de domingo, 29, com dois indivíduos. Os homens foram detidos pela polícia, mas disseram na oportunidade que não tinham nenhuma relação com o desaparecimento do empresário.

Na delegacia um dos homens disse que encontrou a caminhonete parada no bairro CDHU, em Igaraçu do Tietê e se aproveitou que a chave estava no contato e saiu para dar uma volta com o veículo. Após ser ouvido, o menor foi liberado e o veículo ficou apreendido na delegacia de Barra Bonita.