Bombeiros realizam treinamento com técnicas de salvamento em altura

(Foto Acontece Botucatu) No total 20 Bombeiros participaram do treinamento

O Corpo de Bombeiros de Botucatu realizou na manhã desta quinta-feira, 18, um treinamento de salvamento na ponte do Jardim Ouro Verde. No total 20 militares fizeram simulações de resgate com técnicas de salvamento em altura.

Participaram Bombeiros do 12º Grupamento (Botucatu) e de outras cidades e Grupamentos, como Avaré, Lençóis Paulista, Bauru, Jaú, entre outras unidades do Estado, como Mato Grosso do Sul. Um Bombeiro da Argentina também esteve presente.

Os Bombeiros em treinamento fizeram atuação em situação de difícil acesso. A instrução foi de salvamento de vítima que estaria em baixo da ponte por algum motivo. Foi feito o içamento da mesma até a ponte com uso de sistemas de vantagem mecânica com cordas e polias.

Simulações de resgate com técnicas de salvamento em altura.

“Treinamos aqui todos os acessos de salvamento envolvendo corda, geralmente local que não dá pra chegar com facilidade com veículo, ou área remota, torres de eletricidade, entre outras situações críticas. Dai tiramos essa vítima através de cordas e equipamentos”, disse ao Acontece Botucatu o Sargento Celestino.

“É importante que as pessoas entendam o perigo desses locais e evitem cachoeiras distantes e com acesso íngreme. Primeiro por muitas delas estarem em locais particulares em Botucatu, mas principalmente, o perigo que correm. No início do mês uma turista de Sorocaba perdeu a vida justamente nessa situação, quando a vítima foi atingida por uma pedra. Isso sem contar os muitos casos de afogamento que terminam em óbito. Então podemos evitar ao máximo”, concluiu o Sargento.

O curso começou na segunda-feira, dia 15, em outros locais perigosos de Botucatu. No treinamento desta quinta-feira os Bombeiros utilizaram técnicas de Rapel Negativo com vítima e variáveis das técnicas desse salvamento.

“Eu considero esse treinamento muito importante. Em uma ocorrência como essa, a maca faz muitas mudanças de direção, ou seja, exige uma quantidade maior de Bombeiros. Mas se for um salvamento com poucos profissionais, temos que nos valer da vantagem mecânica e dessas técnicas. Os homens hoje fizeram um salvamento com acesso rápido à vítima. Utilizaram técnicas de rapel e rapidamente colocaram a vítima na chamada maca cesto”, explicou o Capitão Edson Winckler Filho, Comandante do 12º Grupamento do Corpo de Bombeiros.

A ideia é que esses Bombeiros sejam multiplicadores dessas técnicas em suas áreas e Grupamentos. “Essas ações integram o treinamento de 45 dias de técnicas com salvamento em altura. Já tivemos ações essa semana e continuaremos de forma intensiva”, completou o Capitão Winckler.

Esse treinamento continua em outros pontos do estado a partir das próxima semana, como teleférico da Barra Bonita e depois em locas da capital São Paulo ( como Torre da Bandeirantes e Tirolesa da Paulista). O Helicóptero Águia da Polícia Militar também participará dessas ações que envolvem situações em altura.