Após impedir roubo em Bofete, Polícia Militar encontra fuzil e pistola abandonadas por criminosos

Durante a noite desta sexta-feira, 07, a equipe de Policiais Militares do município de Bofete foi acionada para atender ocorrência de roubo contra uma empresa de fios e cabos elétricos, que fica localizada na Rodovia Lazaro Cordeiro de Campos (SP-147), km 03, conforme noticiou o Acontece.

Equipes de Bofete, Porangaba e Torre de Pedra fizeram o cerco policial no local e foram recebidos a tiros por vários indivíduos armados com pistola e fuzil. A Força Tática também deu apoio na ação de buscas pela madrugada.

Na ação, um indivíduo foi alvejado e socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.  Vários objetos foram aprendidos, entre eles uma pistola Glock calibre 9mm, 05 carregadores com munição calibre 556, toucas ninja e um binóculo.

Nenhum Policial Militar ficou ferido, porém, duas viaturas foram atingidas pelos disparos dos criminosos. Ainda pela manhã policiais localizaram, um fuzil 556 e uma pistola 380, que estavam na mata por onde um criminoso fingiu durante a troca de tiro.

Relembre o caso

A Polícia Militar atendeu na noite de sexta-feira, 07, um caso de roubo na cidade de Bofete. Bandidos armados tentaram entrar em uma empresa de fiação situada na SP-147 e a equipe de vigias da empresa resistiu ao anuncio do roubo por parte dos criminosos.

O caso foi divulgado pelos repórteres César Júnior e Cristiano Alves na Rádio Municipalista, durante o programa A Marreta.

O grupo de 10 assaltantes chegou em dois carros. Com o primeiro embate, teve início uma troca de tiros entre seguranças e criminosos. A Polícia Militar foi acionada e rapidamente chegou no local para tentar conter a ação dos bandidos.

Os criminosos tentaram fugir, mas continuaram mesmo assim a disparar contra a empresa. Um dos homens dessa quadrilha foi alvejado na intensa troca de tiros, sendo abandonado pelos comparsas criminosos.

O homem, que ainda não foi identificado foi levado imediatamente para o PS de Bofete, mas não resistiu aos ferimentos. O caso foi levado para o Plantão da Polícia Civil em Botucatu e o caso já está sendo investigado.