Polícia Federal investigará se houve ação criminosa em incêndios na Amazônia

Foto O Globo

A Polícia Federal disse nesta segunda-feira (26), em nota, que mobilizou todas as superintendências e delegacias localizadas na Amazônia Legal para identificar e reprimir qualquer ação criminosa na esfera ambiental na floresta amazônica.

A Amazônia Legal abrange os sete estados da região Norte, e ainda Mato Grosso e Maranhão. As ações são realizadas no âmbito da Operação Verde Brasil. As unidades da corporação, diz a PF, estarão mobilizadas em tempo integral.

“A PF se junta às Forças Armadas, ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente – IBAMA e à Força Nacional para a atuação conjunta nas áreas de fronteira, nas terras indígenas e nas unidades federais de conservação ambiental, dando cumprimento ao Decreto nº 9.985/2019, que visa estabelecer ações para a garantia da lei e da ordem”, diz a PF em nota.

Segundo a Polícia Federal, nesta segunda-feira um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou da Base Aérea de Brasília levando para a região uma equipe de delegados, escrivães, agentes e peritos criminais.

No domingo (25), o presidente Jair Bolsonaro assinou um despacho determinando à PF a investigação sobre a “possível existência de ação premeditada de criminosos nos incêndios e queimadas ocorridos na área da Floresta Nacional de Altamira desde o dia 10 de agosto de 2019”.

Reportagem da Revista Globo Rural publicada no domingo mostra que redes sociais foram utilizadas para convocar o “dia do fogo”, realizado no dia 10 de agosto, quando várias regiões do estado do Pará foram incendiadas.

Informações do Portal G1