Morre em São Paulo de covid um dos fundadores do PCC

 

Divulgação

Geleião, um dos fundadores do PCC (Primeiro Comando da Capital), morreu em decorrência de complicações da covid-19, por volta das 6h30 desta segunda-feira (10), na capital paulista. A informação foi confirmada pela SAP (Secretaria de Administração Penitenciária).

Desde 9 de abril, José Márcio Felício, de 60 anos, ex-integrante da alta cúpula da facção criminosa, estava internado para tratamento da doença no Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, na região do Carandiru, na zona norte de São Paulo.

Anteriormente, ele estava preso na Penitenciária de Iaras, no interior de São Paulo. Ele era o último fundador do PCC que ainda estava vivo.

A SAP informou, em nota, que “foi registrado boletim de ocorrência e os familiares do reeducando foram comunicados do óbito”.

Em 1993, Geleião e outros sete presos fundaram o grupo no anexo da Casa de Custódia de Taubaté, no interior de São Paulo. Atualmente o PCC é a maior facção criminosa do país que atua dentro e fora dos presídios, além de operar em países vizinhos como Paraguai, Colômbia e Venezuela.

Fonte: Portal R7