Havan suspende contrato de trabalho de 11 mil funcionários em todo Brasil

havan

Em meio à pandemia do novo coronavírus e as restrições no funcionamento de comércios, o grupo Havan decidiu suspender o contrato de trabalho de 11 mil funcionários. O número representa cerca da metade dos colaboradores da empresa, que emprega 22 mil funcionários.

Em nota, a Havan afirmou que “foi uma das primeiras empresas a utilizar a Medida Provisória (MP) 936/2020 que permite a suspensão do contrato de trabalho por até 60 dias”, conforme apuração do Congresso em Foco.

“Estamos fazendo tudo que é possível para manter os empregos. É primordial que as empresas trabalhem nesse sentindo. Somente assim, conseguiremos atravessar esse período de dificuldades, mantendo os empregos e a renda dos colaboradores”, declarou o proprietário da Havan, o empresário Luciano Hang.

Na prática, a suspensão do contrato de trabalho representa o pagamento de 30% do salário do empregado pela empresa e os outros 70% pelo governo com o seguro-desemprego.

A atitude do grupo Havan garante aos colaboradores quatro meses de recebimentos, os quais dois serão relativos a suspensão do contrato e o restante após o vencimento do benefício.

Ainda de acordo com a nota emitida pelo grupo, Luciano desmentiu as alegações de que a empresa teria dispensado 2 mil funcionários.

“É mentira. Isso é obra dos sites de esquerda que estão articulados para desestabilizar o Brasil”, ressaltou.

Fonte: Congresso em Foco