Bolsonaro sobe e mantém vantagem na intenção de voto, diz pesquisa Ibope

Foto montagem ABC do ABC

O Ibope divulgou nesta segunda-feira (1º) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 3.010 eleitores entre sábado (29) e domingo (30).

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 31%

Fernando Haddad (PT): 21%

Ciro Gomes (PDT): 11%

Geraldo Alckmin (PSDB): 8%

Marina Silva (Rede): 4%

João Amoêdo (Novo): 3%

Alvaro Dias (Podemos): 2%

Henrique Meirelles (MDB): 2%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

Guilherme Boulos (PSOL): 0%

Vera Lúcia (PSTU): 0%

Eymael (DC): 0%

João Goulart Filho (PPL): –

Branco/nulos: 12%

Não sabe/não respondeu: 5%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado na quarta-feira (26):

Bolsonaro passou de 27% para 31%;

Haddad se manteve com 21%;

Ciro oscilou de 12% para 11%;

Alckmin se manteve com 8%;

Marina foi de 6% para 4%;

Os indecisos foram de 7% para 5% e os brancos ou nulos, de 11% para 12%.

 

Simulações de segundo turno

Ciro 45X% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 13%; não sabe: 3%)

Alckmin 42% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 17%; não sabe: 3%)

Haddad 42% x 42% Bolsonaro (branco/nulo: 14%; não sabe: 3%)

Bolsonaro 43% x 38% Marina (branco/nulo: 17%; não sabe: 2%)

 

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

Entrevistados: 3.010 eleitores em 208 municípios

Quando a pesquisa foi feita: 29 e 30 de setembro

Registro no TSE: BR- 08650/2018

Contratantes da pesquisa: TV Globo e “O Estado de S.Paulo”

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

Fonte: Portal G1