Anatel retoma nesta quinta-feira votação da proposta de edital para o leilão do 5G

 

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) retomará nesta quinta-feira (6) a votação da proposta de edital para o leilão da quinta geração de telefonia móvel, o 5G.

A proposta do conselheiro Moisés Moreira, que pediu vistas do processo (mais tempo para analisar) em dezembro do ano passado, deve prever uma ampliação da faixa de 3,5 GHz, a que desperta mais interesse das empresas de telefonia.

A proposta deve prever uma faixa com 100 MHz a mais, como forma de reduzir a interferência do serviço 5G no serviço de televisão por parabólica.

No leilão de 5G serão ofertadas quatro faixas de frequência: 700 MHz, 2,3 GHz, 26 GHz e 3,5 GHz. A faixa de 3,5 GHz é a que desperta mais interesse das empresas de telefonia.

As faixas de frequências são espectros usados, por exemplo, para a oferta de telefonia celular e de TV por assinatura.

O 5G vai exigir de sete a oito vezes mais antenas do que o 4G. Segundo Ferrari, é uma situação complicada para as empresas: entrar em um leilão sem saber se terão segurança jurídica para permitir os investimentos necessários.

Com informações do G1