Anac reajusta tarifas de embarque de voos domésticos e internacionais

 

A agência Nacional de Aviação Civil (Anac) reajustou o teto das tarifas de embarque para voos domésticos e internacionais aeroportos públicos administrados pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Os novos valores entram em vigor daqui a 30 dias.

Os tetos das tarifas de embarque e conexão em voos nacionais reajustados em 7,98%. Com o aumento, a tarifa máxima de embarque doméstico a ser paga pelos passageiros passará de R$ 27,69 para R$ 29,90. No ano passado, o reajuste tinha sido de 12,3%.

Segundo a Anac, o reajuste foi calculado considerando a inflação acumulada entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016, medida pela variação do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) do IBGE.

A tarifa máxima de embarque internacional, por sua vez, passará de R$ 109,13 para R$ 113,04. Os valores já incluem o adicional do FNAC – fundo setorial criado para fomentar o desenvolvimento do sistema nacional de aviação civil, que atualmente corresponde a R$ 60,10.

Já os tetos das tarifas de armazenagem e capatazia de cargas foram reajustados em 6,29%.

Confira abaixo como ficam as tarifas:

Aeroportos administrados pela Infraero

Doméstico: R$ 29,90
Internacional: R$ 113,04

Guarulhos (SP)

Doméstico: R$ 28,63
Internacional: R$ 110,77

Viracopos (SP)
Doméstico: R$ 27,67
Internacional: 109,06

Fonte: Portal G1