Vacinação para quem ainda não se imunizou continua no sábado, dia 22, em Botucatu

São esperadas aproximadamente 7 mil pessoas que ainda devem ser imunizadas

Foto: Acontece Botucatu 

A Prefeitura de Botucatu definiu uma das datas da vacinação para quem não se imunizou no último domingo, dia 16. A primeira ação será no próximo sábado, dia 22 de maio e são esperadas no total, aproximadamente 7 mil pessoas.

Segundo apurou o Acontece Botucatu, voluntários já começaram a ser convocados para trabalhar na triagem de quem poderá receber a vacina e na aplicação das doses imunizantes. Dessa vez, serão apenas dois locais: Ginásio Heróis do Araguaia, no Jardim Iolanda, e Ginásio Paralímpico, ao lado do Ginásio Municipal.

O horário também já foi definido, sendo das 07h00 às 17h00.

Quem vai se vacinar nesse dia?

-Os munícipes de Botucatu que se enquadraram nas regras do Dia “D” mas não estiverem em Botucatu na data da vacinação em massa

-Os munícipes de Botucatu que se enquadram nas regras do Dia “D” mas tomaram a vacina da gripe (h1n1) em período inferior a 15 dias da data de vacinação em massa

-Os munícipes de Botucatu que não se enquadraram nas regras do Dia “D”, ou seja, que não conseguiram provar residência

-Os munícipes de Botucatu que tiveram Covid-19 no prazo de 30 dias antes vacinação do último domingo e que já saíram da quarentena

Estes deverão até esta terça-feira, dia 18, no site botucatu.sp.gov.br, clicar no banner da vacinação em massa e preencher o cadastro.

Quem deve se cadastrar?

– Ausentes da cidade na data da vacinação em massa ou que trabalharam durante todo o dia;
– Receberam a vacina H1N1 há menos de 15 (quinze) dias;
– Tiveram Covid-19 confirmada há menos de 30 dias;
– Estão cumprindo quarentena na data da vacinação em massa.
– São moradores de Botucatu, mas não possuem nenhum dos documentos comprobatórios previstos no Decreto 12.286 de 11 de maio de 2021.

Após o preenchimento do formulário, os cidadãos devem aguardar contato da Secretaria Municipal da Saúde, que ocorrerá somente por SMS (mensagem de texto) ou e-mail. Qualquer comunicado além desses formatos deve ser ignorado pela população.

A Prefeitura informará essas pessoas sobre o procedimento que deverão fazer para serem imunizadas. Conforme orientação recente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA, gestantes não serão imunizadas nesse momento.