Trabalho da FMB é um dos vencedores do Prêmio Unesp de Teses

Uma tese defendida em agosto de 2019 vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Tocoginecologia da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB|Unesp) foi uma das vencedoras do Prêmio Unesp de Teses 2020. O trabalho é de autoria de Giovana Vesentini e foi orientado pela professora emérita e voluntária Marilza Vieira Cunha Rudge, do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Instituição.

De acordo com Giovana, o projeto contou com uma rede de colaboração de professores e pesquisadores de diversas áreas, como o Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da FMB, o Departamento de Morfologia, Anatomia e Bioestatística do Instituto de Biociências de Botucatu (IBB|Unesp), o Instituto de Ciência e Tecnologia de São José dos Campos (ICT|Unesp) e o The University of Sydney “onde realizei parte de minhas pesquisas”, disse.

Projeto de Pesquisa

Denominado “Repercussões da hiperglicemia gestacional e incontinência urinária gestacional no músculo reto abdominal: matriz extracelular, expressão proteica e ultraestrutura”, o trabalho foi o vencedor do tema “Saúde e Bem-Estar”, do Prêmio Unesp de Teses. Segundo Giovana, “o objetivo principal da minha tese foi a identificação de biomarcadores no músculo reto abdominal relacionados a interação entre o binômio: Diabetes Mellitus Gestacional e Incontinência Urinária”, explica. Para tanto, o desenvolvimento da tese obedeceu a algumas etapas.

“Aproximadamente metade das mulheres diagnosticadas com Diabetes Mellitus Gestacional vão desenvolver incontinência urinária. Apesar dos sintomas de Diabetes Mellitus Gestacional desaparecerem após o parto, os sintomas de incontinência urinária persistem por anos e isso aumenta os gastos em saúde pública, diminui a qualidade de vida das mulheres e apresenta grande impacto nos gastos sociais, uma vez que mais suprimentos higiênicos são requeridos e, em alguns casos, é necessário afastamento das atividades laborais. Estes achados permitirão a criação de novas metodologias diagnósticas, desenvolvimento de softwares e inteligência artificial que visam auxiliar o diagnóstico preciso, além de permitir o desenvolvimento de novas tecnologias terapêuticas, como o biodevice com células-tronco mesenquimais”, ressaltou Giovana.

Menção Honrosa

Um outro trabalho vinculado ao Programa de Pós-Graduação de Cirurgia e Medicina Translacional da FMB|Unesp recebeu menção honrosa na temática “Saúde e Bem-Estar”, do Prêmio Unesp de Teses.

Denominado “Estudo das alterações comportamentais, radiológicas e morfológicas da hidrocefalia induzida por neurocisticercose experimental”, o projeto foi desenvolvido pelo neurocirurgião Pedro Tadao Hamamoto e orientado pelo professor Marco Antonio Zanini, do Departamento de Neurologia, Psicologia e Psiquiatria da FMB|Unesp.

Prêmio Unesp de Teses

O objetivo da premiação é reconhecer, valorizar e premiar as Teses de Doutorado de excelência, defendidas nos Programas de Pós-Graduação da Universidade Estadual Paulista, nos temas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – Agenda 2030 da ONU, de forma a estimular a constante busca pela qualidade na pesquisa, inovação e compromisso social, concedendo-se um Prêmio UNESP de Teses: Desafios Globais, para a melhor Tese e para uma Menção Honrosa, em cada um dos temas de conhecimento.