Tamanduá-bandeira morre atropelado na região da Cachoeira da Marta em Botucatu

Geral
Tamanduá-bandeira morre atropelado na região da Cachoeira da Marta em Botucatu 17 janeiro 2022

Mais um tamanduá-bandeira morreu em Botucatu. Desta vez um exemplar da espécie foi encontrado nesta segunda-feira, dia 17, às margens da Rodovia Marechal Rondon, perto da entrada da Cachoeira da Marta.

Segundo uma testemunha, o animal já estava morto quando o encontrou, provavelmente vítima de atropelamento.

Em um período de aproximadamente 18 meses foram 7 atropelamentos da espécie em Botucatu. Na rodovia Gastão Dal Farra, por exemplo, foram 5 animais mortos entre 2020 e 2021, o que causou muita repercussão. 

O animal

Ameaçado de extinção, o tamanduá-bandeira é um mamífero encontrado na América Central e na América do Sul. É a maior das quatro espécies de tamanduás e, junto com as preguiças, está incluído na ordem Pilosa.

Tem hábito predominantemente terrestre, diferente de seus parentes próximos, o tamanduá-mirim e o tamanduaí, que são arborícolas. O animal mede entre 1,8 e 2,1 metros de comprimento e pesa até 41 kg.

É facilmente reconhecido pelo seu focinho longo e padrão característico de pelagem. Possui longas garras nos dedos das patas anteriores, o que faz com que ande com uma postura nodopedálica. O aparelho bucal é adaptado a sua dieta especializada em formigas e cupins, mas em cativeiro ele pode ser alimentado com carne moída, ovos e ração, por exemplo. A longa pelagem o predispõe a ser parasitado por ectoparasitas, como carrapatos.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento