Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu fecha acordo com a Embraer; foram mais de 230 demissões

O Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu, no interior de São Paulo, fechou hoje um Acordo Coletivo com a Embraer referente aos desligamentos efetivados no último dia 3 de setembro.

No total foram desligados da empresa 238 funcionários, sendo 148 de pedido de demissão voluntária e 90 demissões.

A proposta feita pela companhia e assinada hoje estende até junho de 2021 o plano de saúde familiar e o vale alimentação no valor mensal de R$ 450 reais dos colaboradores que tiveram os contratos de trabalho rescindidos. No total são aproximadamente 1400 empregados na Embraer.

“O Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu, em reunião hoje pela manhã com a Diretoria da Embraer, conseguiu a prorrogação dos benefícios( Plano médico e Auxílio Alimentação) até o mês de Junho para os colaboradores que foram demitidos”, disse o presidente do sindicato, Cláudio Beiço .

A Embraer também reforçou o compromisso de preferência pela recontratação desses profissionais, conforme a retomada do mercado aconteça e de acordo com a política de recursos humanos da companhia.