Sempre Alerta para fazer o melhor possível e servir


Sei que tem mil histórias para contar sobre os eventos que aconteceram em nossa cidade nesta semana, mas a história que vou narrar demonstra a gratidão de pertencer a esta imensa fraternidade que são os escoteiros e a prontidão em escutar um chamado e tenha disponibilidade para divulgar.

Acordamos na manhã de 10 de fevereiro de 2020 com a notícia de que fortes chuvas castigaram a nossa cidade naquela madrugada, em contato com os nossos familiares e os membros do Grupo Escoteiro todos estavam bem, mas melhor sorte não levou dezenas de outras famílias que perderam todos os seus bens e nos casos mais extremos três vidas foram levadas.

Já era cedo, quando o mais experiente dos nossos Chefes, Duilio Zerbinato, que naquele dia completava 19 anos de movimento escoteiro, viu aflorar os lemas e leis que nos regem e afirmou: estamos “sempre alerta” para fazer o nosso “melhor possível” e “servir”, conclamando todos para o que seria a mais gratificante experiência das nossas vidas, ajudar os que foram atingidos pela catástrofe.

A primeira etapa era reunir o máximo de itens dos mais variados para suprir as necessidades das famílias e ato contínuo seguirmos para o Ginásio Municipal para nos voluntariar para o que fosse necessário.

Lá fomos nós, lenços no pescoço, mangas arregaçadas e todos, lobinhos, escoteiros, seniores, chefes e pais dispostos a fazer o que aprendemos, pois o coração pulsava por querer ajudar.

Uns assistindo as famílias que vinham, oferecendo roupas, cobertores, itens de higiene e alimento, alguns separando a imensidão de doações que não paravam de chegar, sim na dificuldade descobrimos o quanto somos solidários, logo a frente escoteiros organizavam os itens por sexo, tipo e finalidade, cada qual a sua maneira e de sua forma, mas todos contribuindo para o todo.

O dia foi longo e desgastante, eram 22h, o Sol já a muito tinha se posto, os braços e pernas doloridos, mas como na história que sempre nos contam, sentados na beira do fogo: “o escoteiro caminha com as próprias pernas”, cada qual não mediu esforços, suor e como não dizer, lágrimas, para materializar os nossos lemas e leis.

Nos despedimos com a alegria do dever cumprido.

“O Lobinho pensa primeiro nos outros.”

“O escoteiro está sempre alerta para ajudar o próximo e pratica diariamente uma boa ação.”

Acreditamos que, por meio da proatividade e da preocupação com o próximo e com o meio ambiente, podemos formar jovens engajados em construir um mundo melhor, mais justo e mais fraterno.

Concluo o nosso relato afirmando que nós, do Grupo Escoteiro Padre Anchieta – 027 – Botucatu, temos orgulho do nosso lenço e de dizer: “somos escoteiros”.

Sempre Alerta para Servir

Igor Ignácio
Diretor Presidente
Grupo Escoteiro Padre Anchieta