Quaresma e Campanha da Fraternidade começam nesta quarta-feira, 02

Geral
Quaresma e Campanha da Fraternidade começam nesta quarta-feira, 02 02 março 2022
Foto: André Godinho/Acontece Botucatu

A Quarta-feira de Cinzas marca o início do período de quaresma da Igreja Católica. Mas, afinal, você sabe o que a data e o período significam no calendário?

A época da Quaresma dura 40 dias para representar a quantidade de tempo que Jesus passou no deserto – jejuando e se preparando para seu ministério – e para comemorar, muitos cristãos optam por fazer um sacrifício próprio ao longo desses 40 dias.

Luxos como sobremesa ou álcool são comumente abandonados na Quaresma, ou os cristãos podem realizar atos de bondade por meio de trabalho voluntário durante o período da Quaresma. Também é comum que os cristãos (especialmente os católicos romanos) desistam de carne durante a Quaresma, durante todos os 40 dias ou apenas nas sextas-feiras até a Páscoa.

Quando começa e termina a Quaresma 2022?

A Quaresma deste ano começará nesta quarta-feira, 2 de março de 2022, com a quarta-feira de cinzas. Nesse dia, os sacerdotes recolhem as cinzas do Domingo de Ramos do ano anterior e as esfregam na testa dos congregados, citando Gênesis 3:19: “…Pois és pó, e ao pó voltarás”. A Quaresma termina no sábado, 16 de abril de 2022.

Todos os anos, o tempo quaresmal é determinado pela observância litúrgica do Domingo de Páscoa, que é um feriado cristão comovente. A data não pode ser fixada, pois a Páscoa sempre ocorre no primeiro domingo após a lua cheia pascal, que é a primeira lua cheia no ou após o equinócio da primavera.

A partir daí, as igrejas ocidentais e orientais diferem um pouco. Nas igrejas cristãs ocidentais, a Quaresma começa na Quarta-feira de Cinzas (a 7ª quarta-feira antes da Páscoa) e termina no Sábado Santo (o dia antes da Páscoa). As igrejas orientais começam a Quaresma na segunda-feira da 7ª semana antes da Páscoa e terminam na sexta-feira nove dias antes da Páscoa.

Como surgiu a Quaresma?

Desde os primórdios da Igreja Católica, há evidências de um período de preparação quaresmal antes da Páscoa, segundo o Catholic Education Resource Center. Tudo começou após o batismo de Jesus no rio Jordão, que Mateus 3:13-17 diz que marcou sua missão messiânica, e ele foi para o deserto por 40 dias. 40 dias é um número significativo nas tradições judaico-cristãs, representando a duração do Grande Dilúvio na escritura bíblica Gênesis, o tempo que Moisés passou no deserto antes de receber os Dez Mandamentos e os dias que os hebreus passaram no deserto antes de chegar à Terra Prometida.

Durante o período de jejum de 40 dias de Jesus no deserto, os cristãos acreditam que ele superou as tentações de Satanás e uma série de testes, que lhe deram o poder de cumprir sua missão de pregar, curar e salvar a humanidade do pecado quando ele voltou. Há também evidências históricas de que “nossos antepassados” – também conhecidos como apóstolos de Jesus – jejuaram por 40 dias, 24 horas por dia, antes da Páscoa. De fato, uma carta escrita ao Papa São Victor I de Santo Irineu em 203 DC mencionava o ato de jejuar por “40 horas” ou “40 dias, sete horas por dia”.

Não foi até 325 EC que a Quaresma foi formalizada durante o Primeiro Concílio de Nicéia . Leis rígidas de jejum permitiam uma refeição por dia, desde que não envolvesse carne, vinho, óleo ou laticínios. No entanto, além da quarta-feira de cinzas e da sexta-feira santa, as rígidas leis de jejum dos católicos romanos foram renunciadas durante a Segunda Guerra Mundial. (Informações do jornal DCI)

Campanha da Fraternidade

A Campanha da Fraternidade 2022 será lançada nesta quarta-feira (2), pela Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB). A data também é marcada pelo início da Quaresma, que segue até o dia 21 de abril. Em Salvador, as paróquias terão programação especial de missas para a dupla celebração. [Veja relação abaixo]

Este ano, o tema da campanha será “Fraternidade e Educação”, com o lema “Fala com sabedoria, ensina com amor”, extraído do livro bíblico de Provérbios. Os detalhes sobre a programação na Bahia serão anunciados pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sergio da Rocha.

De acordo com a CNBB, os valores arrecadados na campanha são destinados aos Fundos Diocesanos e Nacional da Solidariedade, que apoiam projetos sociais relacionados à temática da campanha – no caso deste ano, relacionados à educação, que é tema da Campanha da Fraternidade pela terceira vez (a primeira em 1982 e a segunda em 1998).

Fonte: G1

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento