Quadrilha presa em São Manuel pode ter participado de roubos em condomínio de Botucatu

Roubos na Hípica ocorreram em maio de 2018 (Foto: Reprodução TV Tem)

A quadrilha presa na semana retrasada em São Manuel pode ter ligação com o roubo ocorrido no condomínio Hípica em Botucatu. A declaração foi dada na manhã desta terça-feira, dia 19, pelo Delegado Geraldo Franco da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), que está comandando as investigações dos casos, durante entrevista na Rádio Municipalista (1240 AM).

O crime na Hípica ocorreu em 03 de maio de 2018, quando câmeras de segurança registraram a ação dos criminosos que assaltaram duas residências na oportunidade. No assalto os criminosos cobriram o rosto e estavam armados. Pelo menos cinco homens participaram do assalto.

Já no dia 08 de março último, uma ação conjunta entre Polícia Militar e Polícia Civil prendeu uma quadrilha suspeita de assaltos e furtos contra empresas e residências naquele município. Diversos produtos roubados também foram localizados.

“Aqui as investigações nunca param, pois, a investigação tem uma velocidade. Estamos comparando os dados que coletamos lá com o trabalho muito bem feito pelo pessoal de São Manuel que identificou uma quadrilha envolvida num roubo de residência. Importante é ouvir o que nós fizemos, que essa quadrilha tem um criminoso, que liderava essa quadrilha e que é vinculado a criminosos aqui de Botucatu. Então existe uma grande possibilidade desse pessoal ser o mesmo que cometeu o crime aqui”, disse o Delegado durante participação do programa A Marreta.

Crime em Botucatu – Em 03/05 de 2018 os criminosos roubaram de uma casa joias, R$ 1,5 mil e 15 relógios de pulso. De lá, a quadrilha rendeu a família e levou para a casa vizinha, onde ficaram 40 minutos e depois tomaram rumo ignorado. Eles também levaram joias, dinheiro, duas câmeras fotográficas e um aparelho celular.

Prisão em São Manuel – Os elementos foram detidos no dia 08 para investigação. Eles são suspeitos também de praticar outros crimes como tráfico, associação para o tráfico, roubo, furto e organização criminosa. A ação policial se deu após a expedição de mandados de busca através de investigação.