Chuva aumenta preocupação por novos acidentes na volta do feriado prolongado na região

 

Imagem Acontece Botucatu

A Polícia Rodoviária realiza neste domingo, 05, a parte final da operação “Finados” nas estradas paulistas. Segundo as concessionárias que administram as rodovias que cortam a região de Botucatu, o movimento mais intenso na volta será entre 15h00 e 19h00.

Acidente com ônibus que matou duas pessoas na Castelo ocorreu sob chuva

Mas há uma preocupação muito grande por parte das autoridades com a chuva. No último domingo, dia 29, em condições meteorológicas idênticas a de hoje, um ônibus atingiu violentamente a traseira de um caminhão, causando duas mortes e dezenas de feridos na Rodovia Castelo Branco, em Itatinga.

Na oportunidade a pista ficou interditada e muitas equipes de salvamento de Botucatu e outras cidades foram mobilizadas para resgatar os feridos. O coletivo fazia uma linha turística entre o Paraná e São Paulo.

Mas não é só a chuva que causa preocupação, pois a falta de atenção e prudência é a maior causa dos acidentes nas estradas mesmo com pista seca em todo o país. Paralelo a este temor, nas últimas semanas foram registrados outros acidentes com mortes na região.

No dia 23 de outubro, uma colisão na frontal na SP 255 entre uma caminhonete e um GM Corsa de Avaré, causou a morte de uma mulher em São Manuel. Um dia depois, um homem morreu na SP-191, também em São Manuel, após colidir sem carro com um caminhão. No dia 21 de outubro, outro acidente na SP 191, desta vez entre Botucatu-Anhembi, causou a morte de um motorista.

Rodovia Alcides Soares apresenta grave histórico de acidentes em Botucatu

Já no feriado de finados, 02, o botucatuense Leandro Augusto da Silva perdeu a vida na Alcides Soares após se chocar com um outro veículo no sentido Rio Bonito-Vitoriana.  Essa via é alvo de muita preocupação por parte das autoridades. São milhares de carros entre rancheiros e turistas que circulam nos sentidos Botucatu-Rio Bonito-Mina-Botucatu aos finais de semana e feriado.

“Pedimos prudência aos motoristas na hora de voltarem de seus ranchos. A GCM ficará atenta a esse movimento de volta no feriado nesse local”, disse Weber Pimentel, Subcomandante da GCM

Movimento

Juntando o movimento entre as estradas vicinais e estaduais, aproximadamente 400 mil veículos circularam pela região no início do feriado. O motorista deve lembrar de acender o farol baixo durante o dia, respeitar os limites de velocidade, usar o cinto de segurança, verificar se os passageiros, inclusive no banco traseiro, também estão utilizando o equipamento e não ingerir bebida alcoólica antes de dirigir.

Quem for flagrado dirigindo embriagado será multado em R$ 2.934,70 e poderá ter o veículo apreendido e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) retida por 12 meses. O condutor poderá ainda responder criminalmente a uma pena de seis meses a três anos de prisão.