Projeto vai selecionar pessoas desempregadas que receberão bolsa-auxílio de R$ 500,00

O Prefeito Mário Pardini se reuniu na última semana com os vereadores da base aliada e com os secretários Silvia Fumes Carvalho, da Assistência Social, Junot de Lara Carvalho, de Relações Institucionais, Daniel Lopes, Adjunto de Desenvolvimento, Marcelo Emílio, de Segurança, e a Presidente do Fundo Social, Dona Pida Pardini, para apresentar o “Botucatu Em Frente”.

O programa, que será coordenado pelas Secretarias de Assistência Social e Desenvolvimento, e o Fundo Social de Solidariedade, irá promover a oportunidade de trabalho, qualificação profissional e renda para pessoas vulneráveis, que já são atendidas pelos Centros de Referência a Assistência Social (CRAS) de Botucatu.

A ideia do Poder Público é selecionar pessoas que estejam desempregadas há mais de um ano. Os selecionados cumprirão uma jornada de 30 horas semanais e receberão bolsa-auxílio no valor de R$ 500,00, auxílio alimentação mensal, acesso a qualificação profissional por meio de cursos da Universidade do Trabalhador e Empreendedor (UNITE) e Fundo Social de Solidariedade, terão direito a seguro de acidente e serão acompanhados pelo CRAS.

“A falta de emprego é uma questão que nos preocupa muito e por isso decidimos lançar um programa que atenda as pessoas mais carentes da nossa Cidade. Nossa intenção não é apenas dar auxílio através dos programas sociais que temos, mas levar essas pessoas de volta ao mercado de trabalho, para que elas tenham condições de sustentar suas famílias”, afirmou o Prefeito Mário Pardini.

Serão 50 pessoas selecionadas por meios dos CRAS e que poderão fazer parte do programa durante seis meses, com possibilidade de prorrogação por mais seis meses. O programa “Botucatu Em Frente” será viabilizado graças a recursos do Fundo Social de Solidariedade, adquiridos por meio de acordo com a empresa que gerencia o sistema de vale-alimentação dos servidores municipais.