Profissional orienta como aprimorar a rotina com as ferramentas digitais

Docente do Senac Botucatu dá dicas tanto para quem não tem familiaridade com as tecnologias quanto para quem já tem prática, mas precisa melhorar os procedimentos

O uso de ferramentas digitais é uma realidade para as rotinas corporativas, bem como para as dinâmicas pessoais. A necessidade de isolamento social intensificou ainda mais esse hábito. Segundo o IX.br, um dos maiores pontos de tráfego de internet do mundo e que é mantido pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), no início da adoção do isolamento social foi registrado um pico de 13,5 terabits por segundo, evidência de que o tráfego da rede atingiu um volume inédito no país.

No entanto, as resoluções tecnológicas trouxeram uma nova demanda de organização e conhecimento. Para os profissionais que precisam lidar com diversas ferramentas digitais, é importante uma adequação do dia a dia corporativo para manter tudo em ordem. Segundo Gilmara Vicentini, docente da área de tecnologia da informação do Senac Botucatu, ações simples de planejamento facilitam a interação com tantas tecnologias, tais como organizar a área de trabalho do computador com atalhos para as principais ferramentas utilizadas e programar um tempo para conhecer melhor os dispositivos e os recursos disponíveis.

“Também está na lista definir um método de separação dos ambientes virtuais, para ter fácil acesso, e utilizar uma agenda on-line, para organizar o tempo entre reuniões e compromissos. Esses são passos essenciais, ainda que pareçam simples, pois orientam a nova rotina e não deixam lacunas que possam comprometer os compromissos do dia”, afirma a docente.

O cenário atual é um desafio para todos. “Por isso, precisamos olhar para este momento por uma outra ótica: é uma oportunidade de incorporar de fato as tecnologias e ferramentas digitais no dia a dia. A pandemia só acelerou a chegada desse formato de atividades – remoto – e levou todos a inovarem. É hora de aprender.”

Inclusive, para quem não tinha tantas habilidades com as tecnologias, a pandemia trouxe uma necessidade de renovação imediata. E Gilmara pontua que é possível fazer tudo acontecer positivamente, mesmo com pouca familiaridade com as ferramentas; basta não se desesperar. “O primeiro passo é conhecer as ferramentas digitais que serão necessárias para trabalhar ou estudar. Existem vários vídeos explicativos na internet.”

Depois, é hora de direcionar esforços para o objetivo. “Se você é estudante, fale com seu professor, ele auxiliará em suas dúvidas. Caso precise das ferramentas para o trabalho, converse com algum colega ou familiar que tenha facilidade com tecnologia para te ajudar. Outra dica é fazer um curso de introdução à informática, para se familiarizar com a tecnologia”, orienta a especialista. No Senac Botucatu, por exemplo, há oportunidades de ensino remoto para os cursos Introdução ao Office – Word, Excel e PowerPoint 2019; Excel 2019; e Técnico em Informática.

Para a organização eficaz da rotina com a tecnologia, uma dica é: planeje o dia. Faça uma lista de tarefas diárias e as organize por prioridades, determinando uma média de quanto tempo levará para realizar cada item. Existem várias ferramentas on-line, aplicativos ou o próprio Excel para ajudar no gerenciamento das tarefas. Outra sugestão é organizar os horários das reuniões, para isso, procure definir dias fixos para reuniões e os assuntos que serão abordados. Ainda, faça uma gestão do tempo, pois mesmo com flexibilidade de horário, é importante ajustar os compromissos e os períodos dedicados a eles.

Mais conhecimento

Para quem deseja se inscrever em algum dos cursos do Senac Botucatu que auxiliem no aprimoramento de práticas e conteúdo sobre ferramentas digitais, basta acessar o Portal: www.sp.senac.br/botucatu para mais informações e inscrições.

Serviço:
Senac Botucatu
Local: Rua Dr. Rafael Sampaio, 85, Boa Vista – Botucatu/SP
Informações e inscrições: www.sp.senac.br/botucatu