Primavera começa nesta quarta-feira, dia 22, com esperança de mais chuvas

 

Foto André Godinho

O equinócio da primavera no Hemisfério Sul será às 16h21 do dia 22 de setembro. É o início astronômico da primavera que se estende até às 12h59 de 21 de dezembro de 2021, quando se inicia o verão. Para a maioria das áreas do Brasil, a primavera significa a estação do retorno da chuva regular.

Depois de ter predominado no verão 2020/2021, o fenômeno La Niña retorna nesta primavera desta vez na sua forma Modoki. Os principais centros de monitoramento do clima global apontam que este evento La Niña estará completamente configurado na virada de setembro para outubro.

Na maior parte da estação teremos temperaturas médias mensais dentro e acima da média normal em praticamente todo o país. É possível a ocorrência de nova onda de calor, porém não tão intensa quanto a observada na primavera de 2020, quando várias regiões do país bateram recordes históricos de calor.

Chuvas abaixo da média histórica nos estados da região Nordeste, parte de MS e SP, sul de MG, oeste do PR e de SC.

No estado de São Paulo a primavera começa chuvosa, com acumulados acima da média e condições para vários dias de tempo severo e tempestades com granizo, mas, termina com acumulados abaixo da média e as temperaturas mais altas.

Confira a previsão completa para primavera no estado de São Paulo!

Outubro

O início da primavera deve ser marcado por calor no estado de São Paulo. A chuva retorna na primeira quinzena de outubro, mas de forma irregular, com alguns períodos de temperaturas altas, principalmente em áreas do interior e norte do estado.

A partir da segunda quinzena do mês de outubro, a chuva toma forma, e as pancadas serão mais frequentes. Conforme a chuva regulariza o calor extremo também diminui. O mês ainda será marcado por temperaturas altas, mas, não tão altas quanto à primavera 2020.

Novembro

O mês de novembro será marcado por temperaturas mais próximas à média, intercalando períodos quentes com períodos mais amenos. A chuva fica entre a média e abaixo da média no Vale do Ribeira, leste de São Paulo e também sobre a capital paulista, com pancadas diminuindo de frequência e de intensidade ao longo do mês. No norte do estado, são esperados vários dias de chuva forte, com grandes volumes acumulados.

Dezembro

A tendência para o mês de dezembro é de chuva regulares na primeira quinzena do mês em todo o estado. Na segunda quinzena, as pancadas se tornam mais irregulares, com menos períodos de chuva e acumulados abaixo da média.

As temperaturas também voltam ficar mais altas. A previsão é que a primavera se encerre com chuva abaixo da média e temperaturas mais altas em todas as áreas do estado.

Com informações do Terra e G1