Portugal assina contrato para aquisição de cinco aviões multimissão KC-390

 

O Governo de Portugal e a Embraer assinaram hoje, em cerimônia realizada nas instalações da Embraer, em Évora, o contrato para aquisição de cinco aviões de transporte multimissão KC-390, suporte e serviços e simulador de voo, como parte do processo de modernização das capacidades da Força Aérea Portuguesa para apoiar as operações das Forças Armadas de Portugal e aumentar a prontidão em missões de interesse público. As entregas estão programadas para começar em 2023.

O KC-390 foi desenvolvido para estabelecer novos padrões de eficiência e produtividade na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. A aeronave cumpre os requisitos da Força Aérea Portuguesa sendo capaz de realizar diversas missões civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, busca e salvamento e combate a incêndios florestais e acrescenta capacidades superiores de transporte e lançamento de carga e tropas, e reabastecimento em voo.

“Este é o coroamento de um criterioso processo de seleção que nos deixa orgulhosos, representando o ingresso do KC-390 no mercado internacional. O KC-390 atenderá às necessidades operacionais de Portugal, garantindo a capacidade de integração com as nações aliadas pelas próximas décadas”, afirmou Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “Este contrato reforça a parceria industrial entre Portugal e a Embraer, contribuindo para o desenvolvimento da engenharia e da indústria aeronáutica em Portugal”.

Portugal é o maior parceiro internacional do Programa KC-390 e a sua participação no desenvolvimento e na produção da aeronave é reconhecida como tendo tido um impacto económico positivo na geração de empregos, novos investimentos, aumento de exportações e avanços tecnológicos.

O KC-390 recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil em 2018 e está em plena produção seriada. A entrada em serviço da aeronave está prevista para o terceiro trimestre de 2019 com a Força Aérea Brasileira (FAB) e mais entregas esperadas no decorrer do ano.