Polícia Rodoviária realiza Operação “Dia do Trabalho” nas estradas

O Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv), órgão de execução da Polícia Militar do Estado de São Paulo, alinhado ao Movimento Paulista de Segurança no Trânsito e ao Programa de Redução de Acidentes de Trânsito e Segurança Viária 2011-2020 (ONU), realizará até às 23h59min do dia 01, a Operação “Dia do Trabalho 2018”.

A operação foi planejada considerando os dados estatísticos de anos anteriores, a previsão do fluxo de veículos nas rodovias e questões meteorológicas. O foco prioritário está na prevenção criminal, mas, em harmonia à segurança viária, cujo propósito é a manutenção da meta de reduzir as mortes no trânsito até 2020, será intensificada a fiscalização dos limites de velocidade, embriaguez, ultrapassagens proibidas, uso de cintos de segurança, assentos infantis e o uso de capacetes para motociclistas, entre outras infrações de trânsito.

Efetivo e equipamentos

O Policiamento Rodoviário permanecerá em regime especial de trabalho, com redução de folgas e emprego do efetivo administrativo, potencializando a ação ostensiva, atuando de forma estratégica, em dias, horários e locais conforme o volume de tráfego e índices de vulnerabilidade.

Serão aproximadamente 1.180 homens e mulheres, por dia, empregados de forma estratégica em 126 Bases Operacionais fixas, além de 408 viaturas estacionadas e em movimento, visando garantir a segurança pública e a fluidez do trânsito.

O efetivo de serviço conta, ainda, com o monitoramento por câmeras das concessionárias de rodovias, com cerca de 272 etilômetros, aproximadamente 67 radares de velocidade portáteis, binóculos para a fiscalização de infrações em movimento, entre outros equipamentos, para garantir um feriado prolongado repleto de alegria e segurança a todos os cidadãos e usuários da via.

Dicas de segurança nas rodovias

Antes de viajar, planeje com antecedência, verificando os pontos de parada e abastecimento, bem como as condições e documentação do veículo; Mantenha distância segura do veículo à frente e nunca ultrapasse em locais proibidos; Em razão do reflexo causado pelas gotículas d’água, NUNCA use o farol alto em locais com neblina, pois a reflexão da luz vai ofuscar sua visão, reduzindo a visibilidade.

Nunca use o pisca alerta com o veículo em movimento. O motorista de trás poderá pensar que o veículo à frente está parado, tentará desviar, gerando risco de acidente; Não pare na pista, bem como deve ser evitado o acostamento. Procure um ponto de apoio (postos de combustíveis, casa do usuário ou Base Policial). Se for inevitável parar, ligue

o pisca-alerta, sinalize com uso do triângulo há 100 metros e não permaneça no interior do veículo. Procure um local seguro para permanecer junto aos demais ocupantes do veículo; Verifique, antecipadamente, os pneus, sua calibragem, alinhamento e balanceamento; Em casos de emergência ligue 190.

Álcool x direção

Os policiais rodoviários fiscalizarão o consumo de bebidas alcóolicas ou de substâncias de efeitos análogos, nas Operações Direção Segura (ODS) promovidas por todo o efetivo, nas fiscalizações de trânsito e durante o atendimento de eventuais acidentes de trânsito. O motorista que for flagrado dirigindo sob a influência de álcool poderá ser penalizado

com multa de R$ 2.934,70, a retenção do veículo e a suspensão do direito de dirigir por doze meses, além de responder criminalmente pela sua conduta, dependendo da circunstância em que for flagrado.