Piometria: Uma infecção uterina que pode ocorrer em cadelas não castradas

 

Luis Henrique Gomes: A castração de animais jovens é extremamente importante para sua prevenção

A piometra é uma infecção uterina que pode ocorrer em cadelas não castradas. Essa infecção ocorre em decorrência de diversos estímulos hormonais ao longo da vida da cadela. Portanto, quanto mais velho o animal e não castrado, maiores as chances de desenvolver essa doença. A piometra é uma doença grave que pode levar à morte do animal, tanto pela infecção como pelo comprometimento renal, que muitas vezes está associado a essa doença.

Há dois tipos de piometra, a aberta e a fechada. Na piometra aberta há presença de secreção vaginal, com fácil diagnóstico. Já na piometra fechada não há secreção vaginal, o conteúdo fica apenas no útero e normalmente há o aumento de volume abdominal. No segundo tipo o diagnóstico da doença é mais tardio.

Os sinais clínicos mais comuns apresentados pelo animal são secreção vaginal com aspecto de pus ou de sangue, perda de apetite, aumento do consumo de água, apatia, pode urinar com mais frequência, apresentar vômitos e aumento de volume abdominal.

O tratamento dessa doença é cirúrgico (Foto Internet)

O tratamento dessa doença é cirúrgico, de emergência, realizando a remoção do útero e dos ovários. Após a cirurgia é necessário fluidoterapia, uso de antibióticos e anti-inflamatórios.

Em alguns casos mais graves é indicado realizar internação até a melhora do animal. Por conta da piometra ser uma doença frequente em animais idosos, a castração de animais jovens é extremamente importante para sua prevenção.

Médico Veterinário Luis Henrique Gomes/vet 4 pet