Parque Tecnológico Botucatu formaliza instalação de Cluster Aeroespacial

No dia 17 de julho, em cerimônia no Parque Tecnológico Botucatu, foi assinado um acordo entre o Parque Tecnológico Botucatu e o Parque Tecnológico de São José dos Campos para a instalação de um escritório do Brazilian Aerospace Cluster em Botucatu. Inicialmente serão 9 empresas do setor aeronáutico que terão acesso a uma série de benefícios por se associarem ao Cluster. Além disso, poderão participar, em Botucatu, de treinamentos, palestras, workshops, entre outros eventos de capacitação oferecidos pelo Brazilian Aerospace Cluster de São José dos Campos.

O evento contou com a participação do engenheiro Ozires Silva, responsável por liderar o grupo que promoveu a criação da Embraer. Na oportunidade, o convidado ministrou a palestra sobre a importância da indústria aeroespacial no Brasil e foi aplaudido em pé por todos os presentes.

“Sou muito grato por estar presente neste momento tão importante. Botucatu possui vocação na área aeronáutica e essa parceria desenvolverá a economia da cidade e da nação. Representa uma atitude que deveria ser seguida por muitas cidades”, comentou Ozires. Ao final de sua palestra, o engenheiro foi homenageado pelos representantes das empresas que compõem o cluster.

Também esteve presente o vice-prefeito de Botucatu, André Peres. Ele afirmou que a parceria trará muitos benefícios para cidade. “Tenho a plena certeza que colheremos muitos frutos futuramente com essa importante iniciativa”, disse.  O presidente da Câmara Municipal de Botucatu, vereador Izaias Colino, ressaltou a importância do Parque Tecnológico Botucatu. “O Parque Tecnológico é um dos vetores de desenvolvimento do nosso município. A instalação do Cluster mostra que o Parque está dialogando com a vocação da cidade: a área aeronáutica. E implica a nós, do Poder Público, melhorarmos a estrutura local neste quesito”, colocou.

O engenheiro Manoel de Oliveira, presidente do conselho do Invoz – Associação sem fins lucrativos, que tem como missão desenvolver projetos que integrem a educação, cultura e empreendedorismo –  afirma que estão planejando um trabalho muito especial para ser aplicado em Botucatu. “Nós criamos o Invoz para que os ensinamentos do engenheiro Ozires Silva fossem perpetuados. O espírito aeronáutico está em Botucatu e temos que incentivar isso. Juntamente com o Parque Tecnológico Botucatu, pretendemos levar muito conhecimento para a rede de Ensino Médio da cidade”, anunciou.

Os representantes da Embraer de Botucatu e de São José dos Campos também estiveram presentes. Para Alexandre Solis, diretor da unidade de Botucatu, iniciativas como essa representam a preocupação dos empreendedores em qualificar seus colaboradores. “Botucatu tem um pioneirismo enorme na área aeronáutica, por isso, essa parceria tende a ter um grande desenvolvimento para as empresas envolvidas”, observou.

Os diretores do Parque Tecnológico Botucatu e de São José dos Campos, comentaram sobre o desenvolvimento do empreendedorismo e tecnologia dentro dos Parques Tecnológicos, sempre focados na parceria e cooperação. “A prosperidade do Parque Tecnológico Botucatu é muito notável e a instalação do Cluster simboliza a união e a busca por resultados cada vez melhores”, citou o Dr. Elso Alberti Júnior, diretor técnico do Parque Tecnológico de São José dos Campos.

Para Carlos Alberto Costa, diretor executivo do Parque Tecnológico Botucatu, a formalização do Cluster enriquecerá muito o empreendimento. “Unimos nossas ideias de negócios e nossos esforços acumulados para atingirmos esse objetivo. Estudamos as vocações de Botucatu e tivemos a oportunidade de nos unir a São José dos Campos, e trazer o Cluster para a cidade. Assim como nós, as empresas terão muitos benefícios com esta parceria”, afirmou.

Sobre o Brazilian Aerospace Cluster

Desenvolvida em conjunto pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pelo Parque Tecnológico São José dos Campos, gestor do Cluster Aeroespacial e de Defesa, a marca Brazilian Aerospace Cluster é utilizada para identificação internacional da cadeia produtiva aeroespacial brasileira. Com o olhar voltado para o campo da aeronáutica, o Aerospace Brazilian Cluster é uma associação aeroespacial brasileira que comporta grandes e pequenas empresas que atuam nos setores de economia aeronáutica, espacial e defesa.

O Aerospace Brazilian Cluster, a partir de sua organização em 2004, reúne mais de 90 empresas da área aeroespacial. Sua missão é promover um ambiente colaborativo e favorável que vá do aperfeiçoamento de processos a sustentabilidade, tudo dentro do setor das empresas associadas.

A maior concentração dessas empresas se encontra em São José dos Campos (SP), o Parque Tecnológico São José dos Campos, existe desde 2009 e abriga atualmente em torno de 300 empresas e instituições.

4toques comunicação