Novo avião militar da Embraer quase se envolve em acidente durante testes em voo

 

Um incidente envolvendo o novo avião militar da Embraer quase terminou em tragédia durante um voo de testes no interior de São Paulo. Depois de muita especulação e informações desencontradas, obtivemos com exclusividade a confirmação do que ocorreu com o protótipo número 1 do programa KC-390, o PT-ZNF, no dia 12 de outubro último, nas proximidades da pista da Embraer (GPX), em Gavião Peixoto.

Segundo um engenheiro envolvido no projeto, que pediu anonimato, a aeronave realmente quase se envolveu em um acidente fatal. O motivo teria sido o deslocamento do centro de gravidade durante uma das manobras do ensaio em voo. Segundo a Embraer, o evento não teria relação com variação de centro de gravidade nem com o sistema de comandos de voo fly-by-wire. Mas a empresa informa que o incidente ainda não foi esclarecido porque as causas estão sendo investigadas.

Equipamento se desprendeu

A aeronave realizava voos de teste em condições imediatamente anteriores à perda de estabilidade (o chamado pré-estol) e com formação de gelo, mantendo uma atitude de voo (ângulo de ataque) mais pronunciada do que a habitual em condições similares. Por uma falha ainda por se esclarecer, um dos equipamentos utilizados para aferição dos dados do ensaio se desprendeu, correndo para a parte posterior do compartimento de carga e desbalanceando o avião, que já se encontrava em um voo crítico.

Com o rápido deslocamento do centro de gravidade, o KC-390 girou no próprio eixo enquanto perdia altura. Os pilotos conseguiram recuperar a aeronave a pouco mais de 1.000 pés em relação ao terreno, o que significa cerca de 300 metros. Um susto e tanto para todos a bordo.

Durante a manobra inesperada, a aeronave teria atingido forças negativas superiores às previstas no projeto, o que teria levado a danos estruturais. Entramos em contato com a Embraer, que enviou esta nota de esclarecimento para a redação. A empresa não confirma a extensão dos danos, nem o comprometimento da célula do prot´ótipo envolvido no incidente.

Nota da Embraer 

“Um protótipo do avião de transporte multimissão KC-390 realizou na manhã de quinta-feira, 12 de outubro, ensaios em voo para situação de estol, que resultam em perda de altitude da aeronave, devido à diminuição da força de sustentação, como parte da campanha de testes para certificação.

Em razão das manobras efetuadas e seguindo os protocolos estabelecidos, a tripulação solicitou retorno antecipado à base, pousando normalmente no aeródromo da companhia em Gavião Peixoto (SP) onde a campanha de ensaios é realizada.

A entrada em serviço do KC-390 está prevista para acontecer em 2018, conforme o cronograma do programa. Atualmente, dois protótipos do KC-390 somam mais de 1.300 horas de voo”.

Fonte: Aero Magazine/Edmundo Ubiratan – Portal UOL