Mulheres formam maioria na graduação e na pós-graduação da Unesp

Onúmero de estudantes mulheres supera o de homens tanto na graduação quanto na pós-graduação da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

No total, são 18.357 graduandas (50,7%) e 6.506 pós-graduandas (54,5%), além de 3.398 servidoras docentes, técnico-administrativas e pesquisadoras, o que resulta em mais de 28 mil mulheres unespianas.

Neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a vice-reitora da Unesp, professora Maysa Furlan, lembra uma frase célebre da filósofa Hannah Arendt, que estabeleceu o conceito sobre a “banalidade do mal”, para valorizar o papel das mulheres na superação do obscurantismo.

“Mulheres e meninas são pontes seguras para soluções destes desafios contemporâneos e elos essenciais para um futuro sem barbárie”, diz a vice-reitora no vídeo em homenagem à data, produzido pela TV Unesp.

As pró-reitoras de graduação, professora Célia Giacheti, e de pós-graduação, professora Maria Valnice Boldrin, também comentam, no mesmo vídeo, sobre a proporção de mulheres na Unesp e o papel delas na sociedade contemporânea.

“Temos uma proporção maior hoje de mulheres na graduação, o que é uma grande felicidade em relação a todas as lutas que as mulheres passaram para que tivessem a oportunidade de ter o mesmo acesso ao trabalho, à vida social, à questão política e, principalmente, à formação”, afirma a pró-reitora de graduação Célia Giacheti.

“A mulher realmente tem participado em todas as esferas do desenvolvimento científico: tem atuado em diversos cargos de gestão e também em produção do conhecimento de alto valor agregado”, diz a pró-reitora de pós-graduação Maria Valnice Boldrin.