Motociclista tem mão atingida por linha cortante na Cohab 1 em Botucatu

Uma motociclista foi atingida por  linha cortante nesta quarta-feira, 27, em Botucatu. O incidente aconteceu na Avenida Jaime de Almeida Pinto, na Cohab 1, onde crianças e adolescentes soltavam pipa.

“Eu acho que soltar pipa é divertido, mas precisa ter consciência de onde soltar, e que cerol é não é uma brincadeira, já que pode tirar vidas. Parece que as pessoas não têm noção disso”, disse ela ao Acontece Botucatu.

A mulher teve ferimentos leves em um dos dedos, mas levou um grande susto. A Guarda Civil Municipal tem realizado um intensivo trabalho de fiscalização nos bairros da Cidade contra a utilização do cerol em linhas de pipa, mas é preciso a conscientização dos pais.

No dia 24 de abril, em patrulhamento na região da Vila Jardim, a Guarda apreendeu 12 carretéis de linha com material cortante (linha chilena). Duas pessoas, responsáveis pelo conteúdo apreendido, foram autuadas em R$ 1 mil cada. Já no sábado, 25, o trabalho foi intensificado na região dos bairros Comerciários 1, 2 e 3 e mais 22 carretéis foram apreendidos, e outras 3 pessoas autuadas.

“Por conta da pandemia, a prática de soltar pipa chegou mais cedo neste ano. Nosso trabalho, além de proteger pedestres e motociclistas contra possíveis acidentes com a linha, orienta esses jovens e evitarem aglomerações e se possível ficar em casa”, afirma o subcomandante da GCM, Sidnei Pichinin.

Vale ressaltar que, quando o infrator é menor de idade, os pais ou responsáveis da criança ou adolescente respondem pelos atos. Isso pode ocorrer criminalmente na Justiça, em caso de lesão corporal ou homicídio, ou mesmo com o pagamento de multa prevista em lei municipal, no valor de R$ 1 mil.